X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Saúde

Dá para perder peso rápido depois dos 60 anos?

Especialistas explicam estratégia de Xuxa para perder 8 quilos em seis meses. Importante é equilibrar atividade física e alimentação


Imagem ilustrativa da imagem Dá para perder peso rápido depois dos 60 anos?
A cirurgiã-dentista Sônia Maria de Almeida Pimentel, de 63 anos, contou que faz pilates há 15 anos, além de frequentar academia três vezes por semana. As caminhadas na praia ficam para o sábado e domingo. Além de estabilizar o peso corporal, ela contou que há vários outros benefícios na prática dos exercícios. “ |  Foto: Leone Iglesias/ AT

À medida que as pessoas envelhecem, fica mais difícil emagrecer, afirmam especialistas. No entanto, com dedicação e compromisso, esse objetivo pode ser alcançado. A pergunta que resta é: dá para perder peso rápido após os 60 anos?

O assunto veio à tona depois que a apresentadora Xuxa Meneghel, a eterna Rainha dos Baixinhos, que já tem 60 anos, revelou ter perdido oito quilos em seis meses, durante uma preparação para sua turnê no seu cruzeiro. 

Ao site O Globo, seu personal trainer, Chico Salgado, contou que, ao longo desse tempo, Xuxa praticou musculação, exercícios convencionais de reforço muscular e boxe funcional, além de ter tido o auxílio de uma equipe multidisciplinar, somando ações de nutricionista e professora de pilates.  Ela treina todos os dias, exceto aos domingos.

Professor e treinador físico, Glênio Luiz explica que idosos podem perder peso, sim, mas não de maneira rápida.

“Depois dos 40, o metabolismo diminui, então a consequência de perder peso é mais complicada, mas não é impossível”. 

O especialista indicou que é necessária a junção de exercícios físicos e alimentação saudável. 

Assim como fez a Rainha dos Baixinhos, Glênio indicou a musculação como uma boa atividade para a melhor idade. Em relação aos esportes, recomendou aqueles realizados em grupo, como o vôlei de praia.

Catharine Pacheco, profissional de Educação Física, somou às dicas de treino, os exercícios aeróbicos de baixa intensidade, como caminhada, dança, natação ou até mesmo andar de bicicleta como auxiliares na perda de peso.

“Esses exercícios trabalham vários grupos musculares ao mesmo tempo, ajudando a desenvolver todo o corpo de maneira equilibrada”, explicou.

A especialista afirmou ainda que nessa jornada de emagrecer, a pessoa também precisa saber e ficar atenta em como está sua saúde, fazendo exames de sangue e de taxas hormonais regularmente.

Já a nutricionista Polyana Romano Oliosa comentou que é fundamental ter uma alimentação balanceada com todos os grupos alimentares (proteína, carboidratos e gorduras), dando maior atenção aos carboidratos complexos, ricos em fibras, assim como gorduras boas (de preferência de origem vegetal, como o azeite), e proteínas de melhor digestão. 

Fique por dentro

Perda de peso

De acordo com a nutricionista Polyana Romano Oliosa, não é muito recomendado perder peso de maneira rápida, principalmente acima de 60 anos, pois junto com a perda de peso rápida, há maior perda de massa muscular.

Dessa forma, uma perda de peso gradual, tendo o foco na perda de percentual de gordura e manutenção de massa muscular, é o mais indicado.

Alimentação

Segundo Polyana, para quem está na melhor idade e quer emagrecer de maneira saudável, é recomendado fazer uma alimentação balanceada. Ela deve conter todos os grupos alimentares (proteínas, carboidratos e gorduras).

- Sendo:

Carboidratos complexos, como arroz integral, frutas com casca, consumo de aveia.

Gorduras boas, de preferência de origem vegetal, como o azeite.

Proteínas de melhor digestão, como carnes de peixe e frango e proteínas vegetais como ervilha, lentilha, feijão, grão de bico.

A nutricionista informou que é importante ter atenção quanto à suplementação de proteína e a concentração dela na alimentação como um todo, pois geralmente os idosos tendem a ter diminuição da função renal. Assim, uma alimentação muito rica em proteína, pode prejudicar ainda mais essa questão.

Atividade física

Além da estética, quem pratica atividade física pode estar prevenindo ou até mesmo tratando doenças comuns na terceira idade, como as cardiovasculares e o diabetes.

De acordo com especialistas consultados, para idosos, as melhores indicações de atividades físicas são: musculação, exercícios aeróbicos de baixa intensidade e prática de esportes coletivos.

Segundo Catharine Pacheco, profissional de Educação Física, os exercícios aeróbicos trabalham vários grupos musculares ao mesmo tempo, ajudando a desenvolver todo o corpo de maneira equilibrada. Alguns exemplos deles são caminhada, dança, pedal e natação.

Fonte: Especialistas consultados.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: