X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Política

Amália Barros, vice-presidente do PL Mulher, está em estado grave em hospital

Deputada passou por um novo procedimento médico após retirar nódulo no pâncreas


Imagem ilustrativa da imagem Amália Barros, vice-presidente do PL Mulher, está em estado grave em hospital
Amália Barros é vice-presidente do PL Mulher Nacional |  Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

A deputada federal Amália Barros (PL-MT) está em estado grave e sob cuidados intensivos no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo. Ela passou por um novo procedimento médico na quinta-feira (9) após retirar nódulo no pâncreas.

Ela foi submetida a um "procedimento adicional de radiointervenção". O boletim médico não detalha qual seria a intervenção que a congressista foi submetida. Porém, segundo o Hospital 9 de Julho e o Hospital Albert Einstein, a radiologia intervencionista se utiliza de procedimentos diagnósticos e terapêuticos de forma menos invasiva, com o uso de métodos de imagem para guiar o médico, evitando cortes cirúrgicos.

Amália está em estado grave e sob cuidados intensivos. Ela foi internada em 1º de maio e passou por cirurgia para retirada de um nódulo no pâncreas na quinta-feira (2). No sábado (4), foi divulgado que a deputada apresentou "melhora expressiva" após segundo procedimento cirúrgico.

Na terça-feira (7), passou por um procedimento de drenagem de vias biliares, que visa retirar o líquido biliar acumulado em excesso no fígado.

A deputada é vice-presidente do PL Mulher Nacional. Ela continua internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital, segundo o boletim médico divulgado nesta sexta-feira (10), e não há perspectiva de alta.

Ela está sob os cuidados da cardiologista e intensivista Ludhmila Hajjar, conhecida por cuidar de famosos e políticos, e chegou a ser cotada para o ocupar o Ministério da Saúde no governo de Jair Bolsonaro (PL).

A congressista também está sob supervisão do médico Antônio Luiz de Vasconcellos Macedo, cirurgião do aparelho digestivo da unidade hospitalar e médico de Bolsonaro.

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro (PL), presidente do PL Mulher Nacional, disse estar com saudades da amiga. Em uma postagem no Instagram, feita na quinta-feira (9), a esposa de Bolsonaro escreveu que não gosta de ver a amiga neste estado.

"Estamos orando e crendo no milagre. Peço que continuem na intercessão por nossa Amália", finalizou. A ex-primeira-dama também publicou uma foto ao lado da amiga em um evento do partido.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: