X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Economia

Viadutos, túnel, passarelas e duplicação na BR-262

Licitação em abril vai definir a empresa que fará o projeto básico das obras de intervenção da rodovia, no trecho do Estado


Imagem ilustrativa da imagem Viadutos, túnel, passarelas e duplicação na BR-262
BR-262: projeto básico prevê a construção de 10 passarelas na rodovia em várias cidades do Espírito Santo |  Foto: Leone Iglesias/AT

Depois de três tentativas de concessão frustradas, uma nova esperança para a  BR-262. O projeto básico de duplicação de toda a rodovia prevê construções de viadutos, passarelas, túnel e outras intervenções.

Um túnel de 711 metros de extensão, por exemplo, está previsto para ser construído em Venda Nova do Imigrante. Já os viadutos, nos acessos a Viana, Santa Isabel, Domingos Martins,  Marechal Floriano, Santa Maria de Araguaia e outros locais.

Leia mais sobre Economia aqui 

O  projeto, no valor de R$ 35 milhões, inclui o estudo geológico de todo o subsolo do trecho de 180 quilômetros entre o entroncamento da 262 com a BR-101, em Viana, até a divisa com Minas Gerais. O vencedor da licitação será conhecido no dia 26 de abril. 

Romeu Scheibe Neto, superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Espírito Santo (Dnit-ES), ressalta que todos esses elementos da infraestrutura  relacionados no termo de referência são mínimos e deverão ser projetados. 

O projeto básico e os estudos ambientais consistem num conjunto completo de elementos técnicos de engenharia que vão permitir ao DNIT a execução adequada das obras de duplicação da BR-262, numa futura contratação Romeu Scheibe Neto, Superintendente do Dnit-ES
  

“O que não significa que isso é um posicionamento definitivo. Poderá haver novos elementos ou  um reposicionamento de localização. Isso é o projeto que vai definir. Na verdade, esses elementos são os elementos estabelecidos no estudo de viabilidade técnica, que é um estudo menor”.

Mas ele explica que esse projeto de engenharia dá a base para fazer a contratação do projeto para posteriormente contratar a obra.

“Tudo isso é o projeto que vai definir. A geometria da rodovia, se a duplicação vai ser do lado direito, se será colado no eixo principal, se vai ter outro traçado, o posicionamento adequado do  viaduto, onde integra com o viário que dá acesso ao distrito. Enfim, essas coisas serão definidas ao longo do desenvolvimento do projeto”.

Coordenador da bancada federal capixaba, o deputado Josias da Vitória (PP) destaca que a BR-262 tem um traçado muito sinuoso e desafios de engenharia, o que fez com que as tentativas de concessão não tivessem êxito nos últimos anos. 

“A obra é uma das prioridades do Estado e esperamos que o projeto seja concluído antes do prazo para que as obras sejam iniciadas o quanto antes. A rodovia já deveria ter um trecho duplicado entre Marechal Floriano e o trevo de Paraju, mas uma decisão equivocada do TCU (Tribunal de Contas da União), em 2019, paralisou a obra que não pode mais ter andamento”, finaliza o deputado.

Leia mais

Prédio mais alto do ES recebe a 1ª árvore símbolo

INSS levaria 16 anos para acabar com fila


Saiba mais

A rodovia

A BR-262/ES é uma rodovia transversal localizada nos estados do Espírito Santo e de Minas Gerais. Desenvolvendo-se no sentido Leste-Oeste, possui 180,6 km de extensão de via implantada e pavimentada e tem seu início no entroncamento com a BR-101/ES, no km 15,9, em  Viana.

O trecho capixaba chega ao seu final no km 196,5, na divisa entre os estados do Espírito Santo e Minas Gerais, no município de Irupi (ES). 

Cidades

A rodovia passa por cidades como Viana, Domingos Martins, Marechal Floriano, Venda Nova do Imigrante, Conceição do Castelo, Brejetuba, Ibatiba, Iúna e Irupi. 

Escoamento

Assume papel preponderante no escoamento da produção agropecuária, além de grande tráfego de turistas, tanto no sentido da praia quanto no da região serrana. Através dela, boa parte do café exportado pelo Estado do Espírito Santo e pela Região de Manhuaçu chega aos portos capixabas. 

O mesmo acontece com hortifrutigranjeiros que suprem os mercados da Grande Vitória.

O que está previsto

Duplicação

O edital prevê a duplicação de toda a rodovia, nos dois sentidos.  

Implantação

Viaduto de acesso a Viana

Viadutos no acesso a Santa Isabel

Viadutos no acesso a Domingos Martins

Viaduto de acesso a Marechal Floriano

Viaduto de interseção  em Parajú

Viadutos de acesso a Santa Maria de Araguaia 

Elevados na travessia de Ibatiba 

Elevados na travessia de Venda Nova do Imigrante

Elevado em Ferradura, Ibatiba

Passagem Superior de Iúna

Ponte Sobre o Rio Castelo na alça de acesso à rodovia ES-165

Túnel Projetado em Venda Nova do Imigrante

Passarelas a serem implantadas

Prevista a implantação de 10 passarelas de transposição da rodovia. São elas: Viana (1), Marechal Floriano (1), Pedra Azul (1), Venda Nova do Imigrante (4) e Ibatiba (3).

Fonte: Termo de Referência da BR-262 e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no Espírito Santo (Dnit-ES)

Leia mais

Novo pedido para suspender ações de revisão da vida toda

Ainda dá tempo de ter renda extra na Páscoa

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: