X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Campeões da Redação de olho em carreiras de sucesso

Alunos da escola estadual Professor Renato Pacheco, em Jardim Camburi, estão animados para os estudos na faculdade



Imagem ilustrativa da imagem Campeões da Redação de olho em carreiras de sucesso
Maria Clara Santolini, Gabriely Barbosa, Laís Dias, João Guilherme Pereira, Lucas do Nascimento, Izabela Fraga e Marina Moura mostram suas notas |  Foto: Kadidja Fernandes/ AT

Após darem um show de escrita na Redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), com mais de 900 pontos na prova, alunos da escola estadual Professor Renato José da Costa Pacheco, em Jardim Camburi, estão animados e preparados para iniciar os estudos em cursos de sucesso. É hora de colher os frutos!

Uma das jovens que se destacou foi Maria Clara Santolini, 17. Ela teve uma pontuação de 940, que a ajudou a conquistar um sonho: cursar Odontologia.

“A redação eu fazia pelo menos uma por semana, religiosamente. Fiquei muito feliz com a nota e estou gostando demais do curso. Eu já quis atuar em várias áreas, mas depois da 2ª série do ensino médio, comecei a pesquisar sobre Odontologia e me encantei”.

Ela conseguiu uma bolsa de 100% no Programa Universidade Para Todos (Prouni) para realizar os estudos na Universidade Vila Velha (UVV).

Outro estudante que mandou bem foi Lucas do Nascimento Pereira, 18. Na Redação, conquistou 960 pontos e conseguiu ser aprovado para estudar Arquitetura na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

Ele contou que treinou bastante a escrita e ficou orgulhoso com seu desempenho. Em relação às expectativas para o curso, que terá início em 11 de março, disse estar ansioso.

“Sempre fui da área criativa, mas ainda não sabia o que faria para a faculdade. No ano passado, fui analisando em qual curso eu me encaixava melhor e, por gostar da parte criativa, acabei escolhendo Arquitetura. Minhas expectativas estão altas, estou muito animado e feliz”, disse.

João Guilherme Pereira, 18, também conseguiu uma boa nota: 900. Por seu curso ser Medicina, o mais concorrido da Ufes, não será dessa vez que dará início aos estudos. No entanto, isso não o desanima, e ele está empenhado.

“Desde pequeno já tinha a vontade de fazer Medicina e vou continuar tentando. Irei me organizar e tentar melhorar a minha nota”.

Outros feras da escrita do Pacheco são: Marina Moura, 18, que fez 920 pontos e estudará Biologia; Izabela Fraga, 18, que fez 900 pontos e estudará Artes Plásticas. Gabriely Azevedo, 18, pontuou em 920 na Redação e foi aprovada para Direito; Laís Dias Augusto, 18, conquistou 940 pontos e cursará Letras. Todos conseguiram a aprovação para estudar na Ufes.

Professor explica como foi preparação para a prova

Aulas de redação e muito treinamento. O diretor da escola estadual Prof. Renato José da Costa Pacheco, Diassis Ximenes, comentou que a preparação dos alunos para a Redação do Enem foi feita em diversas frentes.

“Os jovens tiveram grande suporte da plataforma Letrus. Esta funciona assim: os alunos fazem as redações, depois as inserem no sistema e a Letrus corrige automaticamente, contendo a análise, nota, e o que pode melhorar”, disse.

“Além disso, os nossos professores de Língua Portuguesa separaram aulas específicas para a Redação e também tivemos disciplinas eletivas com foco para essa área do Enem”, completou.


Imagem ilustrativa da imagem Campeões da Redação de olho em carreiras de sucesso
Diassis: “Pensamos sempre mais” |  Foto: Kadidja Fernandes/ AT

De acordo com o profissional, foram 20 alunos que tiraram mais de 900 pontos entre as turmas de 3ª série do ensino médio. Para este ano, quer que o número aumente. “Ficamos felizes, mas sabemos que a escola tem condições de alavancar mais. Pensamos sempre mais”, comentou.

Em 2023, a redação teve como tema “Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: