X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Saúde

ES registrou 86.611 casos de dengue em 2023

Municípios com os maiores números de casos são Vitória, Serra, Vila Velha e Cariacica, respectivamente


O subsecretário de Saúde do Espírito Santo, Luiz Carlos Reblin, falou durante uma coletiva da imprensa transmitida pelo YouTube na tarde desta quarta-feira (12) que desde o começo do ano já foram registrados 86.611 casos de Dengue no Estado.

Também neste período foram 29 mortes ocasionadas pela doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti. Relin também disse que os casos de Chikungunya e Zika, também transmitidos pelo mosquito, foram de 6.332 e 4.760 respectivamente até o momento. No caso da Chikungunya uma morte foi notificada.

Veja mais notícias sobre Saúde aqui.

O subsecretário informou que os municípios com os maiores números de casos são Vitória, Serra, Vila Velha e Cariacica, respectivamente.

Covid

Na coletiva o subsecretário também falou sobre os casos de Covid-19 no Espírito Santo. Reblin disse que houve uma ligeira alta nas notificações, em comparação com quatro semanas atrás, mas que a atual semana já apresenta nova queda.

Em compensação, os casos de morte vêm caindo nos últimos meses. Em dezembro de 2022 foram 100 mortes, já em janeiro o número caiu para 53. Em fevereiro foram 6, com leve aumento em março, com 14, e nova queda em abril, com 7 mortes registradas até o momento.

Vacinas

Reblin alertou que o número de casos poderia ser menor se a população tomasse todas as doses ofertadas da vacina contra a Covid-19, seguindo a orientação para cada grupo.

Ele citou que os mais jovens não têm tomado as doses de reforço e fez apelo para que as pessoas procurem as suas prefeituras e os postos nas suas cidades para poder regularizar a vacinação.

Ele também lembrou da vacina contra a influenza, mais conhecida como vacina da gripe, que já está sendo aplicada para alguns grupos de pessoas no Estado, e que pode ser tomada junto a de Covid-19.

Leia mais:

Médicos proibidos de receitar hormônios para boa forma

Residentes do ES são aprovadas em estágio do Ministério da Saúde

Veja quem pode tomar o reforço da vacina contra a Covid por idade ou grupo

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: