X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Jovens de Sooretama eram inocentes e foram mortos por vingança de traficantes

Carlos Henrique do Nascimento, Kauã Loureiro e Wellington Gomes estavam enterrados em área de plantação de eucaliptos


Imagem ilustrativa da imagem Jovens de Sooretama eram inocentes e foram mortos por vingança de traficantes
Morte dos três adolescentes aconteceu com “requinte de crueldade”, de acordo com a Secretaria de Segurança |  Foto: Reprodução / TV Tribuna / SBT

O secretário de Estado da Segurança Pública Alexandre Ramalho afirmou que as mortes de Carlos Henrique do Nascimento Trajanos e Kauã Loureiro Corrêa, ambos de 15 anos, e Wellington Gomes Simon, de 14 anos, teriam sido motivadas pela guerra do tráfico entre bairros rivais. As vítimas, porém, não tinha envolvimento com o tráfico.

Os adolescentes eram moradores de Sooretama, Norte do Espírito Santo, e estavam desaparecidos desde o dia 18 de agosto. Os corpos das três vítimas foram encontrados pela polícia na tarde de sexta-feira (1º), em uma área de plantação de eucaliptos no município

Leia mais notícias de Polícia aqui

Os adolescentes, de acordo com o secretário, pertencem a uma região chamada Baixada. Na data do desaparecimento, eles vão até o bairro Areal, ambos em Sooretama.

“Esses dois bairros possuem uma forte rivalidade pelo comando tráfico. No momento em que os traficantes do Areal identificam que os adolescentes pertencem ao bairro rival, eles fazem a apreensão dos jovens”.

O secretário frisou ainda que outros detalhes da crueldade não serão divulgados em respeito aos familiares.

As vítimas, de acordo com Ramalho, não possuem nenhuma passagem pela polícia.

A informação é confirmada pela família. Para os policiais, durante as buscas, os familiares relataram que nenhum deles possuía nenhum tipo de envolvimento com o tráfico.

“Os suspeitos, questionados, confirmam a motivação do crime, de que teriam executado os adolescentes simplesmente porque pertenciam a uma região que era rival do bairro”.

Investigações seguem

Os corpos dos três adolescentes desaparecidos há cerca de duas semanas em Sooretama, no Norte do Espírito Santo, foram encontrados na tarde de sexta, enterrados em uma cova rasa em uma área de plantação de eucaliptos, na região de Rocinha, em Sooretama.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, disse que até o momento dois homens foram presos e um menor foi apreendido por suspeita de envolvimento no crime.

Um deles é Marcos Vinícius Coutinho De Carvalho, vulgo Caíque, 20 anos, chefe do tráfico do bairro. Ele foi o responsável por executar e mandar enterrar os corpos dos três adolescentes.

Imagem ilustrativa da imagem Jovens de Sooretama eram inocentes e foram mortos por vingança de traficantes
Coletiva de imprensa com autoridades policiais do Estado: jovens não tinham envolvimento com o tráfico de drogas em Sooretama |  Foto: Divulgação / Sesp



Outro detido é um motorista de aplicativo de 43 anos que transportou o corpo dos adolescentes até o local onde foram enterrados.

Ele confessou ter participado do crime. O terceiro suspeito de ter feito parte do caso apreendido é um menor de idade, que não teve a idade divulgada até o momento.

“A partir de agora, nós continuamos as investigações, que não podem ser reveladas no momento, mas já conseguimos deter três suspeitos, identificamos outros participantes e vamos continuar”.

Mandante também participou dos assassinatos

O mandante do crime, identificado pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp) como Marcos Vinícius Coutinho De Carvalho, vulgo Caíque, de 20 anos, é o chefe do tráfico do bairro Areal.

O secretário de Estado de Segurança Pública Alexandre Ramalho afirma que ele, inclusive, participou da execução dos adolescentes, que foram mortos com disparos de arma de fogo.

“Ele também coordenou para que esses jovens mortos fossem enterrados naquele local, o que dificultou muito as buscas”.

Marcos Vinícius foi identificado a partir de interrogatórios feitos com o menor de idade apreendido e com o motorista de aplicativo, dono do carro em que o sangue humano foi encontrado.

“A Polícia Militar localizou o criminoso, que resistiu à prisão, trocou tiros com os militares e acabou atingindo uma criança de 11 anos no braço, mas por fim os policiais conseguiram capturar o suspeito”, segundo Ramalho.

Imagem ilustrativa da imagem Jovens de Sooretama eram inocentes e foram mortos por vingança de traficantes
Marcos Vinícius Coutinho de Carvalho, conhecido como Caíque, é apontado como mandante do crime e foi preso nesta sexta-feira |  Foto: Divulgação/SESP

O secretário frisou ainda que o acusado, preso ontem, é extremamente violento.

A área em que os corpos foram encontrados é de difícil acesso, uma área com plantações pequenas de eucalipto, próximo a uma mata, muito afastado do bairro Areal, onde os jovens teriam sido capturados.

“As estradas ao redor desse local são vias de barro. Foram por elas que o motorista de aplicativo teria passado para transportar o corpo dos adolescentes capturados no bairro Areal”.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Entenda 

O desaparecimento

  • No dia 18 de agosto, em uma sexta-feira, três adolescentes desapareceram em Sooretama. Eles foram até o bairro vizinho, onde um homem teria levado um tiro.
  • Os adolescentes pertenciam a uma região conhecida como Baixada, e foram ao bairro rival, Areal, verificar o homem baleado.

As investigações

  • Uma das primeiras pistas encontradas durante as investigações foi a de um carro, suspeito de ter transportado os adolescentes.
  • O veículo, que era usado como transporte de aplicativo, foi apreendido no dia 24 de agosto, seis dias após o crime.
  • O dono do carro foi interrogado, mas não havia elementos suficientes para decretar a prisão dele.
  • O mandado de prisão só foi expedido pela Justiça no dia 30 de agosto.

Sangue

  • Vestígios de sangue foram encontrados no carro e, após análise, foi comprovado que era sangue humano.
  • Familiares dos três jovens chegaram a coletar sangue para comparar com o material, mas o resultado ainda não foi divulgado.

Menor envolvido

  • Além do motorista de aplicativo, dono do carro onde o sangue humano foi encontrado, um menor de idade também foi identificado durante as investigações.
  • O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Ramalho, não informou qual teria sido a participação do jovem, mas disse que ele estava envolvido no dia do crime.
  • Ele fugiu do município de Sooretama e estava em escondido no bairro Jardim Carapina, na Serra.
  • O jovem foi localizado e apreendido na última quinta-feira.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: