X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Um campeão brasileiro será rebaixado na última rodada do campeonato

Bahia, Vasco ou Santos: um dos três será rebaixado


Mais um time que já levantou a taça de campeão brasileiro será rebaixado na última rodada do torneio nacional, na próxima quarta-feira (6), com todos os jogos marcados para as 21h30.

O Coritiba, vencedor da competição em 1985, está na penúltima colocação e carimbou antecipadamente seu passaporte para a Série B. Também já caíram América-MG e Goiás. Resta uma indesejável vaga na segunda divisão --onde permaneceram Sport e Guarani, também campeões nacionais.

Ela ficará com Bahia, Vasco ou Santos, times que somam 14 títulos do Campeonato Brasileiro. Já não estão sob risco Corinthians e Cruzeiro, que só se livraram matematicamente da possibilidade de queda na rodada do último final de semana.

Imagem ilustrativa da imagem Um campeão brasileiro será rebaixado na última rodada do campeonato
Taça do Brasileirão |  Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Bahia precisa vencer Atlético Mineiro e torcer

Campeão da Taça Brasil em 1959 e do Brasileiro em 1988, o Bahia tem a tarefa considerada mais difícil na tentativa de sobreviver.

Segundo cálculos do Departamento de Matemática da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), que levam em conta o histórico de vitórias, derrotas e empates de cada time no torneio, o tricolor baiano tem 68,9% de probabilidade de ser rebaixado.

Com 41 pontos e na 17ª colocação, a primeira das equipes que compõem a zona da degola, o Bahia tem pela frente na última rodada o Atlético Mineiro, vice-líder e na luta por vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores. O jogo será na Fonte Nova, em Salvador.

A equipe tricolor precisa vencer e torcer para que Santos ou Vasco não vença. Em caso de empate, terá de contar com uma derrota do Vasco. Se perder, estará rebaixada.

A situação seria melhor se o time tivesse cumprido seu papel e derrotado o lanterna América-MG, no domingo (3), mas a rebaixada formação mineira venceu por 3 a 2.

"O torcedor logicamente fica envergonhado com o resultado, assim como a gente. Temos que tentar reunir forças para quarta-feira, o campeonato não acabou", afirmou o técnico Ceni, que chegou ao cargo em setembro, substituindo o português Renato Paiva, quando a equipe estava na 16ª posição.

Vasco luta contra o quinto rebaixamento da história

Tetracampeão brasileiro (1974, 1989, 1997 e 2000), o Vasco é o segundo com maior risco de voltar a disputar a Série B, com 24,9% de probabilidade, segundo as contas da UFMG.

O time cruzmaltino enfrentará em casa o Red Bull Bragantino e permanecerá em caso de vitória. Se empatar, só ficará na Série A caso o Bahia não vença ou o Santos perca.

Para o confronto decisivo, os jogadores do Vasco vão ter o apoio da torcida, reforço com o qual não pôde contar durante boa parte do torneio.

O estádio de São Januário foi interditado em 22 de junho, após a derrota para o Goiás, em jogo marcado por arremessos de objetos no gramado e confronto de torcedores com a polícia.

O reencontro com a massa veio três meses depois, em 21 de setembro, quando a formação comandada por Ramón Díaz aplicou uma goleada de 5 a 1 em cima do Coritiba.

A equipe conquistou apenas um ponto nas últimas três rodadas e vem de derrotas para Corinthians (4 a 2) e Grêmio (1 a 0).

"Agradou-me como o Vasco competiu contra uma grande equipe", afirmou Díaz, sobre o revés na Arena do Grêmio. "O Vasco não foi superado taticamente nem fisicamente. Por todo o esforço, merecemos não cair. A equipe está bem fisicamente, vamos lutar até o fim."

O Vasco já foi rebaixado em quatro oportunidades --2008, 2013, 2015 e 2020--, tendo conquistado o acesso de volta à primeira divisão ao terminar na quarta posição a Série B em 2022.

Santos tenta evitar o desastre em sua pior fase

Também dependendo apenas de si para garantir-se na série A, o Santos tem apenas 6,2% de risco de cair, apontam os matemáticos da UFMG.

Para se livrar sem depender de outros resultados, o time da Vila Belmiro --considerado campeão nacional por seus títulos na Taça Brasil (1961, 1962, 1963 , 1964, 1965), no Robertão (1968) e no Brasileiro (2002 e 2004)-- precisa vencer em casa o Fortaleza, que o derrotou por 4 a 0 na partida do primeiro turno.

Se não vencer, poderá ser ultrapassado por Vasco e Bahia. Em caso de igualdade no número de pontos com um dos concorrentes, a formação praiana perde no desempate em qualquer cenário.

Após alguma demonstração de fôlego, o Santos vem de quatro partidas sem vitória. Empatou com São Paulo e Botafogo e, nas duas últimas rodadas, perdeu por 3 a 0 para Fluminense e Athletico Paranaense.

"Ninguém esperava que o Santos fosse chegar à última rodada dependendo de si. Todo o mundo já tinha enterrado o Santos", afirmou o técnico Marcelo Fernandes, após a derrota mais recente. "Pode ter certeza de que a gente vai dar a vida e o Santos não vai cair."

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: