search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Dupla dinâmica
Painel da Folha de São Paulo

Dupla dinâmica

Os ataques de Jair Bolsonaro ao STF têm na mira principalmente dois ministros, Alexandre de Moraes e Celso de Mello, que o Presidente elegeu como inimigos próprios. Ontem, Bolsonaro compartilhou um artigo da lei de abuso de autoridade, em indireta a Mello.

Estão nas mãos deles os inquéritos mais relevantes para o Presidente: com Moraes, o das fake news, que tem bolsonaristas como alvos; e com Mello, o da tentativa de interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.

É comigo
O Presidente considera ambos antibolsonaristas e assim tenta transformar a questão institucional em problema pessoal. Bolsonaro atacou Moraes ao menos duas vezes recentemente: disse que ele toma decisões políticas e que só chegou ao STF por amizade com Michel Temer (MDB). Ele também acha que a proximidade que Moraes teve com o PSDB perdura e influencia suas decisões.

Por quê
Bolsonaro se enfureceu quando o ministro barrou a nomeação de Alexandre Ramagem, amigo de seus filhos, para a direção-geral da PF.

Paz
A despeito dos avanços contra os ministros, Bolsonaro costura uma relação pacífica com o presidente do STF, Dias Toffoli, na qual se fia para garantir estabilidade institucional mínima. A partir dela, consegue manter os ataques aos ministros desafetos.

Uns dois
O ministro da Educação, Abraham Weintraub, disse ontem que as ofensas na reunião ministerial foram dirigidas a só alguns do STF, em sintonia com o que pensa o Presidente. Ele disse que “botava os vagabundos na cadeia, começando pelo STF”.

De confiança
Criticado pela crise gerada, que reforçou os pedidos de parlamentares para que ele seja demitido, Weintraub recebeu apoio de Bolsonaro na reunião, tendo sido citado por ele diversas vezes.

Pela culatra
Negacionista de levantamentos feitos por institutos de pesquisa, Bolsonaro desafiou, em 15 de março, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a passarem por seu teste de popularidade. “Saiam às ruas e vejam como são recebidos”, afirmou à CNN Brasil.

Bumerangue
Dois meses depois, no sábado, Bolsonaro colheu resultados ruins nessa metodologia. Ele saiu para comer cachorro-quente na rua, em Brasília, e jantou ao som de panelaço e xingamentos.

Calma
Causou perplexidade entre ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) a declaração do presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, de que o órgão é “usina de terror”, feita na reunião de 22 de abril.

Sem medo
Novaes disse que fica entre o temor de ser preso por trabalhar e o receio de ser processado por inação. Ministros do TCU dizem que só julgaram dois casos relacionados ao BB desde 2019, e em nenhum deles foi aventada a responsabilização de gestores.

Falador...
O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), irritou-se com propagandas que a Febraban, federação dos bancos, tem feito para divulgar ações durante a pandemia da Covid-19. Ele diz que os bancos são unanimidade negativa na crise.

...passa mal
“Fiquei indignado. Eles tentam fazer propaganda de que os bancos estão ajudando. O que a gente vê é reclamação geral, especialmente dos pequenos empresários, que não conseguem ter acesso a crédito. Não adianta ter taxa de juros baixa se as pessoas não conseguem chegar no dinheiro”, diz ACM. A Febraban não se manifestou.

Desvio
A Associação de Advogadas e Advogados Públicos pela Democracia divulgou nota crítica à instrumentalização da Advocacia-Geral da União pelo governo Bolsonaro. Segundo a APD, a função de assessoramento jurídico tem sido desviada para “a defesa de teses de ocasião”. Na semana passada, a AGU argumentou que é preciso conviver com “interpretações divergentes” sobre a ditadura militar.

Ilegal
Ainda que Bolsonaro tenha dito a apoiadores ontem que poderia ter destruído o chip da reunião ministerial, ele estaria infringindo a Lei de Acesso à Informação. É o que diz Valdir Simão, ex-ministro da Controladoria-Geral da União (CGU). Ele também afirma que causa preocupação a possibilidade de que os registros das demais reuniões estejam sendo eliminados.

Tiroteio
“Moro entregou o tipo de prova que, como juiz, usaria para condenar. Ou seja, a Lava a Jato deve ser anulada por falta de provas”.
De Ticiano Figueiredo, presidente do Instituto de Garantias Penais, sobre o vídeo que Moro disse provar pressão de Bolsonaro sobre a PF.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Financiamento

Levantamento da consultoria Quaest estima que 12 canais bolsonaristas de YouTube, investigados no STF no inquérito dos atos antidemocráticos, faturaram ao menos R$ 647 mil nos últimos três meses com …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Hora extra

Um acordo firmado pela Defensoria Pública com o governo, sobre o auxílio emergencial, causou discórdia dentro da instituição. Criado como uma ferramenta de contato direto com o Ministério da …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Não contabilizado

A Polícia Federal indiciou o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB) por crime eleitoral de omissão na sua prestação de contas em 2018, em esquema de candidatas laranjas. De acordo com …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

#Todoslivres

Deputados deram início nos últimos dias a uma articulação para afrouxar regras na proposta que antecipa a execução da condenação para a segunda instância. Segundo o deputado Fábio Trad (PSD-MS), …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Raiva digital

Coordenador-geral de Gestão de Projetos de Saúde Digital do Ministério da Saúde desde março, o médico e militar da reserva Allan Quadros Garcês tem atacado agressivamente o Supremo Tribunal Federal …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Teia

Os problemas de Frederick Wassef com o Ministério Público do Rio podem ir além de Fabrício Queiroz. A operação Anjo e suas declarações recentes levantaram suspeita sobre se o advogado ligado à …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Divã

As conversas de auxiliares do governo com ministros do Supremo Tribunal Federal pela pacificação começaram depois de Jair Bolsonaro ser convencido de que era momento de fazer uma autocrítica e agir …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Bic antissocial

Jair Bolsonaro foi o presidente que, desde José Sarney, menos tratou de benefícios sociais em decretos publicados nos primeiros 18 meses de mandato. O levantamento, feito pelo grupo PEX-Network, da …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Teoria da relatividade

No parecer que embasou a decisão de Jair Bolsonaro de tratar academias e salões de beleza como serviços indispensáveis e que devem reabrir, a despeito da pandemia, a secretaria geral da Presidência …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Bandeira branca

O governo Bolsonaro fez, em um só dia, ao menos cinco gestos de paz, feito inédito neste um ano e meio. Foram três atos do Presidente: discurso conciliador ao lado de Dias Toffoli, escolha na …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados