X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Cidades

Mais de 1.800 reclamações contra planos de saúde no ES

O número, referente a janeiro a março deste ano, é maior que o registrado no mesmo período em 2023. Especialistas dizem como buscar soluções


Imagem ilustrativa da imagem Mais de 1.800 reclamações contra planos de saúde no ES
"A ideia é que o consumidor saia com o problema resolvido. Se não for possível, enviamos a demanda com prazo para que seja respondida em até 15 dias” Raquel Gama Godinho, gerente de atendimento do Procon Estadual |  Foto: Leone Iglesias/ AT

A insatisfação ou as dificuldades com planos de saúde levaram consumidores a registrarem 1.814 reclamações, de janeiro a março deste ano, diretamente à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O número é maior que o registrado no mesmo período em 2023: 1.410.

Segundo dados da ANS, os subtemas mais recorrentes de queixas de usuários no Estado foram regras para acesso aos atendimentos, prazos máximos para atendimento e a rede conveniada.

A agência explicou que usuários que tiverem problemas com o plano devem procurar, primeiramente, a própria operadora para tentar uma solução. Caso não consiga, a ANS faz intermediação de conflitos entre beneficiários e operadoras por meio da Notificação de Intermediação Preliminar (NIP).

Por meio dela, a reclamação registrada nos canais de atendimento da ANS é automaticamente enviada à operadora responsável, que tem até cinco dias úteis para resolver o problema do beneficiário nos casos de não garantia da cobertura assistencial e até 10 dias úteis em casos de demandas não assistenciais.

Se o problema não for resolvido, será instaurado processo administrativo que pode resultar na imposição de punições à operadora, como a aplicação de multa.

O superintendente do Procon de Vila Velha e vice-presidente da Comissão de Direito do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil seccional Espírito Santo (OAB-ES), George Alves, destacou que as agências reguladoras são instrumentos estatais importantes para se buscar o equilíbrio entre o interesse de setores econômicos e dos consumidores.

“São elas que detêm competência legal para baixar regulamentos e fiscalizar a atuação das empresas. O registro realizado em agência reguladora não impede que o consumidor busque a via judicial para resolver a demanda ou para ser reparado pelos danos suportados, especialmente quando a demanda exigir medida de urgência ou cautelar para preservar um direito do consumidor”.

A gerente de atendimento do Procon Estadual, Raquel Gama Godinho, disse que, este ano, 243 atendimentos relacionados aos planos de saúde chegaram ao órgão. As principais queixas estão ligadas à negativa de atendimento; descumprimento de prazos para consultas e exames.

“No atendimento preliminar já iniciamos tratativas com a operadora por telefone. A ideia é que o consumidor saia com o problema resolvido. Caso não seja possível, enviamos a demanda com prazo para que seja respondida em até 15 dias”.

Maiores queixas

Números no Espírito Santo de janeiro a março

- Regras para acesso aos atendimentos: 558

- Prazos máximos para atendimento:305

- Rol de Procedimentos e cobertura contratual: 200

- Rede conveniada: 184

- Reembolso: 163

- Suspensão e rescisão contratual: 131

- Mensalidade ou outras cobranças: 82

- Reajuste por variação de custos: 33


Saiba mais

Reclamações na ANS

A Agência Nacional de Saúde (ANS) é a agência reguladora responsável pelo setor de planos de saúde no Brasil.

Todo usuário de plano pode buscar o órgão para registrar uma reclamação, por meio da Notificação de Intermediação Preliminar (NIP), forma amigável de solução de conflitos.

Ela é uma ferramenta criada para agilizar a solução de problemas relatados pelos consumidores.

Por meio dela, a reclamação registrada nos canais de atendimento da ANS é automaticamente enviada à operadora responsável, que tem até cinco dias úteis para resolver o problema do beneficiário nos casos de não garantia da cobertura assistencial e até 10 dias úteis em casos de demandas não assistenciais.

Se o problema não for resolvido pela NIP e se for constatada infração à legislação do setor, será instaurado processo administrativo sancionador, que pode resultar na imposição de sanções à operadora, destacando-se, dentre elas, a aplicação de multa.

Canais de atendimento

A Agência orienta o usuário que estiver enfrentando problemas de atendimento para que procure, inicialmente, sua operadora para que ela resolva o problema e, caso não tenha a questão resolvida, registre reclamação junto à ANS nos seguintes canais de atendimento:

Disque ANS: pelo número 0800 701 9656. Pode ser feito de 2ª a 6ª feira, das 8h às 20h, exceto feriados.

No Procon Estadual

Consumidores também podem registrar reclamações pessoalmente, na sede do Procon-ES, no Centro de Vitória, mediante agendamento pelo site www.agenda.es.gov.br.

Outra unidade do Procon-ES está localizada no Faça Fácil, em Cariacica. O agendamento para o Faça Fácil deve ser feito pelo site www.facafacil.es.gov.br. A população também pode registrar reclamações, sem sair de casa, pelo Atendimento Eletrônico, disponível no site www.procon.es.gov.br.

Fonte: ANS e Procon.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: