X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Homem mata ex, atira no namorado e na filha dela, e tira a própria vida em SP

Crime aconteceu nesta terça-feira


Imagem ilustrativa da imagem Homem mata ex, atira no namorado e na filha dela, e tira a própria vida em SP
Aparecida Gabriel da Silva foi morta nesta terça-feira |  Foto: Reprodução/Redes sociais

Uma mulher foi morta pelo ex-companheiro, que também atirou contra o atual namorado e a filha dela, e se suicidou, em Santa Cruz das Palmeiras (SP).

O homem, de 30 anos, invadiu a casa de Adriana Aparecida Gabriel da Silva, de 24 anos. A mulher morreu no local. Caso foi registrado nesta terça-feira (28), na rua Lúcio Mauro Vidal.

Também foram baleados o namorado de Adriana, Rodrigo, e a filha do casal, de 4 anos. Os dois foram socorridos para um hospital. A reportagem tenta contato com a prefeitura para saber o estado de saúde dos feridos.

Ex-companheiro se suicidou em seguida, segundo a polícia. A arma usada no crime foi apreendida para perícia.

O caso foi registrado como feminicídio, suicídio e tentativa de homicídio na Delegacia Seccional de Casa Branca.

Velório de Adriana acontecerá nesta quarta-feira (29) no Velório Municipal de Santa Cruz das Palmeiras. ''Te amarei eternamente minha filha, e cuidarei da nossa princesinha Emilly'', escreveu a mãe da vítima nas redes sociais.

ETEC lamenta morte de Adriana, que era aluna do Curso Técnico em Açúcar e Álcool. "Nossos corações estão enlutados e nos solidarizamos com a família e amigos neste momento de dor. Que Deus conceda força e paz a todos", diz a publicação da Etec João Elias Margutti.

EMC ASO DE VIOLÊNCIA, DENUNCIE

Ao presenciar um episódio de agressão contra mulheres, ligue para 190 e denuncie.

Casos de violência doméstica são, na maior parte das vezes, cometidos por parceiros ou ex-companheiros das mulheres, mas a Lei Maria da Penha também pode ser aplicada em agressões cometidas por familiares.

Também é possível realizar denúncias pelo número 180 -Central de Atendimento à Mulher- e do Disque 100, que apura violações aos direitos humanos.

CENTRO DE VALORIZAÇÃO DA VIDA

Caso você esteja pensando em cometer suicídio, procure ajuda especializada como o CVV (Centro de Valorização da Vida) e os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) da sua cidade. O CVV funciona 24 horas por dia (inclusive aos feriados) pelo telefone 188, e também atende por e-mail, chat e pessoalmente. São mais de 120 postos de atendimento em todo o Brasil.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: