X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Homem é preso por suspeita de torturar enteados

O crime teria acontecido na última segunda-feira (28) e sido revelado pela avó materna das crianças, que registrou um boletim de ocorrência


Imagem ilustrativa da imagem Homem é preso por suspeita de torturar enteados
Homem foi preso suspeito de torturar enteados |  Foto: Arquivo/ AT

Um homem foi preso nesta sexta-feira (1º) em Guapimirim, a 50 km do Rio de Janeiro, por suspeita de torturar os quatro enteados.

De acordo com a Polícia Civil do estado, o suspeito agrediu as crianças e fez com que elas comessem as próprias fezes e lambessem urina. Em depoimento, diz a polícia, ele confessou o crime e alegou "ter perdido a cabeça".

Leia mais notícias Nacionais aqui

A instituição não indicou o advogado de defesa do suspeito, que está preso preventivamente.

O crime teria acontecido na última segunda-feira (28) e sido revelado pela avó materna das crianças, que registrou um boletim de ocorrência.

Segundo a polícia, o motivo da tortura seria uma desobediência cometida pelas crianças na sexta-feira (25) anterior ao crime.

"No dia em questão, o autor proibiu as crianças de saírem de casa, mas foi desobedecido, o que lhe causou muita raiva", diz a corporação.

A mãe trabalha na capital fluminense de segunda a sexta-feira, motivo pelo qual costumava deixar os filhos com o padrasto. O suspeito esperou o término do fim de semana para se vingar da atitude dos enteados.

"Após sua companheira sair, o acusado acordou as crianças, trancou a porta do quarto, para evitar que corressem, fez elas ficarem nuas e começou a espancá-las com cabo de vassoura, até que este se quebrasse", informa a corporação.

"Em seguida, ele pegou um pedaço de madeira e continuou a espancar as crianças, chegando a quebrar dois dedos da mão de um menino de 9 anos, além de dar várias mordidas pelo corpo de outro, de 4 anos".

Com as agressões, as crianças defecaram e urinaram no cômodo, sendo obrigadas, em seguida, a comer e lamber as fezes e a urina até que o chão ficasse limpo.

As agressões foram descobertas pela avó, que desconfiou da ausência dos netos na escola. Segundo a polícia, ela foi até a casa, mas não pôde ver os netos, pois foi "barrada" pelo suspeito. "Ela o questionou sobre os ferimentos e ele teria alegado que as crianças haviam caído", informou a corporação.

Após insistir, a mulher conseguiu ir embora levando os netos para sua casa. Em seguida, registrou um boletim de ocorrência. Na delegacia, duas crianças, de 9 e 10 anos, confirmaram as agressões.

Já o suspeito teria justificado que perdeu a cabeça. Ele foi preso temporariamente pelo crime de tortura.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: