search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Suspeito de atropelar comerciante estava alcoolizado e não tinha carteira de habilitação

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Suspeito de atropelar comerciante estava alcoolizado e não tinha carteira de habilitação


Tânia Maria Ferreira morreu neste sábado (Foto: Acervo Pessoal)
Tânia Maria Ferreira morreu neste sábado (Foto: Acervo Pessoal)

Um pedreiro, suspeito de ter atropelado e matado a comerciante Tânia Maria Ferreira, de 56 anos, em Cariacica, não tinha carteira de habilitação e havia ingerido bebida alcoólica antes do acidente. As informações foram divulgadas pela Polícia Militar, na manhã deste domingo (12).

No fim da tarde deste sábado, a comerciante estava na calçada de uma rua no bairro Santa Rosa, com a neta de 4 anos no colo. Outro neto, de 11, também estava na calçada com ela. Por volta das 17h30, o condutor de um Volkswagen Santana verde perdeu o controle do veículo e foi em direção aos três.

Leia Mais: Comerciante morre após ser atropelada na calçada em Cariacica

Tânia conseguiu jogar a neta para que o irmão segurasse, antes de ser atingida pelo veículo. A comerciante, no entanto, morreu no local.

Segundo a Polícia, uma equipe do Samu chegou a ser acionada para o local do acidente, mas já encontrou a comerciante sem vida. Já a neta de Tânia, que estava em seu colo, também foi atingida e socorrida ao Hospital Infantil de Vila Velha.

À polícia, o suspeito alegou que "o volante teria travado" ao fazer uma curva. Ele contou ainda que deixou o local "em direção a um Destacamento da Polícia Militar após se sentir ameaçado, mas parou em um estabelecimento comercial, onde recebeu abrigo".

O suspeito confirmou que não tinha carteira de habilitação e, ao fazer o teste do bafômetro, foi confirmado que ele havia ingerido bebida alcoólica. 

Ainda segundo a polícia, o licenciamento do veículo também estava atrasado e o carro foi guinchado para um Pátio do Detran. Já o pedreiro foi detido e levado para a Delegacia Regional do município.

A perícia da Polícia Civil foi acionada momentos depois e o corpo foi levado para o Departamento Médico Legal.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados