search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

"Se eu fosse expulsar, ele tinha virado 'presunto'", diz traficante encontrado na casa de carpinteiro

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

"Se eu fosse expulsar, ele tinha virado 'presunto'", diz traficante encontrado na casa de carpinteiro


Marca que o cano da arma deixou no carpinteiro, após agressão. (Foto: Taynara Nascimento)
Marca que o cano da arma deixou no carpinteiro, após agressão. (Foto: Taynara Nascimento)
Alegando não ter envolvimento com a agressão e a expulsão de um carpinteiro, de 46 anos, da sua própria casa, no bairro Barramares, em Vila Velha, um traficante, de 20 anos, preso com drogas e armas dentro da casa da vítima, disse que, se ele fosse expulsar alguém, teria "arregaçado a cabeça da pessoa”.

Muito nervoso ao ser abordado por equipes de reportagem no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, onde passou por exames antes de seguir para o presídio, no início da manhã de ontem, o traficante admitiu apenas vender entorpecentes.

“Eu vou responder por tráfico e porte de arma. Não sou de expulsar morador, sou apenas de fazer meu dinheiro. Até porque, se eu tivesse expulsado alguém, a pessoa tinha virado 'presunto'”, gritou o bandido.

Lucas Marques Souza foi preso na tarde de sexta-feira (13), dentro da casa de um carpinteiro de 46 anos. A vítima afirmou à Polícia Militar ter sido espancada e expulsa de casa pelo próprio filho, de 21 anos, e outros cinco criminosos.

À polícia, o carpinteiro contou que a motivação para o espancamento seria o fato dele não aceitar o envolvimento do filho com o tráfico de drogas. No início da tarde de sexta-feira, filho da vítima, com a ajuda de cinco cúmplices, teria amarrado os pés e as mãos do carpinteiro com um fio, tapado a boca dele com um pano e desferido várias coronhadas na cabeça dele, além de chutes na barriga.

Após as agressões, os suspeitos teriam expulsado o carpinteiro de casa para usar o imóvel com ponto para o tráfico de entorpecentes.

A Polícia Militar se dirigiu à casa da vítima e, além de drogas, armas e radiocomunicadores, encontrou um adolescente de 17 anos e Lucas, que estavam dentro de um dos quartos. Os dois foram levados à 2ª Delegacia Regional de Vila Velha. Lucas foi autuado por tráfico de drogas e associação ao tráfico e encaminhado ao presídio. Já o adolescente, responderá por ato infracional análogo ao crime de tráfico de drogas e associação ao tráfico.

Leia também:
“Era para tomar surra”, diz pai de traficante


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados