X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Saúde

ES vai ter 135 vagas em postos de saúde

Inscrições começam sexta-feira para 35 municípios capixabas. Prioridade é para profissionais brasileiros formados no País


Imagem ilustrativa da imagem ES vai ter 135 vagas em postos de saúde
Médicos contratados serão direcionados a unidades de saúde |  Foto: Heytor Gonçalves/AT

A partir de sexta-feira, as inscrições para o Programa Mais Médicos estarão abertas, com prioridade para profissionais brasileiros formados no País. 

No Espírito Santo, foram disponibilizadas 135 vagas para 35 cidades, de acordo com o edital do programa. No mês passado, a previsão era de 142 vagas abertas para o Estado, mas o número sofreu alterações em razão da demanda dos municípios.

Leia mais sobre Saúde aqui

O objetivo da iniciativa é levar atendimento de atenção primária às unidades de saúde, em especial às regiões de vulnerabilidade social e de difícil acesso.

Em todo o País, são 5.970 vagas distribuídas em 1.994 municípios. Entre os critérios para a alocação dos médicos estão a titulação, a formação e a experiência prévia no projeto. Já as vagas remanescentes poderão ser ocupadas por profissionais formados no exterior ou por estrangeiros.

No Estado, o município da Serra é o que receberá a maior quantidade de profissionais, com 32 médicos vindos do programa. Já em Vila Velha, a prefeitura confirmou a seleção de 16 profissionais. 

Os municípios de Viana e Cachoeiro de Itapemirim, ambos com 10 oportunidades, aparecem no topo do quadro de vagas do Estado.

Para o presidente do Sindicato dos Médicos do Estado (Simes) e presidente da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), Otto Baptista, mais do que o preenchimento de vagas nas unidades de saúde, é preciso qualificar a estrutura do atendimento à população.

“O Brasil é um país de proporções continentais. É preciso que as unidades de saúde tenham estrutura mínima para que o programa seja eficiente”, opinou. 

O presidente em exercício do Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo (CRM-ES), Aron Stephen Toczek Souza, lembra que há médicos suficientes no Estado, mas o desafio é promover a desconcentração da assistência dos centros urbanos em direção ao interior. Para ele, é preciso estabilidade profissional.

“Falta uma política de saúde para fixar o médico de maneira efetiva. O programa tem previsão de durar quatro anos, mas não sabemos como será depois. Isso cria instabilidade para o profissional”.

Leia mais

ANS atualiza rol e incorpora dois novos tratamentos oncológicos

Agricultura confirma estado de emergência zoossanitária por gripe aviária


saiba mais

Inscrições

Começam nesta sexta-feira e vão até o dia 31, pelo site maismedicos.saude.gov.br.

Depois de validada a inscrição, os candidatos poderão indicar até dois locais de atuação da sua preferência.

O prazo para essa indicação vai de 1º a 5 de junho.

Vagas

Brasil: 5.970 vagas distribuídas em 1.994 municípios.

Espírito santo: 135 vagas distribuídas em 35 municípios.

Critérios

Médicos brasileiros registrados no Brasil terão prioridade na seleção.

As vagas remanescentes poderão ser preenchidas por formados no exterior ou por estrangeiros.

A titulação, a formação e a experiência prévia no projeto serão levadas em consideração.

Desempate: Candidatos de residência mais próxima do local de atuação no Mais Médicos, os com maior tempo de formado e os de maior idade.

Mudanças

Tempo de atuação: Foi ampliado de três para quatro anos, podendo ser prorrogáveis por igual período.

Incentivo: Após 36 meses de permanência, os médicos alocados em regiões de vulnerabilidade poderão receber incentivo de R$ 60 mil, o que equivale a 10% do total recebido no período. Após 48 meses, o incentivo é de R$ 120 mil. 

Imagem ilustrativa da imagem ES vai ter 135 vagas em postos de saúde
|  Foto: -

Fonte: Ministério da Saúde.

Leia mais

Gravidez aumenta ou reduz desejo sexual?

ES investiga 3 casos suspeitos de gripe aviária em humanos e monitora 23 pessoas

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: