search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Quem aplicar vacina em pessoas fora do grupo prioritário pode ser punido

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Quem aplicar vacina em pessoas fora do grupo prioritário pode ser punido


Quem aplicar a vacina contra a Covid-19 em pessoas fora do grupo prioritário poderá ser punido. O profissional poderá ser suspenso ou até demitido do cargo ocupado após abertura de processo administrativo disciplinar.

Segundo a portaria da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (21), “constitui falta funcional grave a aplicação de vacina contra em usuários do SUS que não estejam estritamente enquadrados nos grupos prioritários ou que estejam fora da ordem de prioridade estabelecida pela Campanha de Vacinação”.

A portaria informa que “se a aplicação da vacina em usuário do SUS em grupo não prioritário ocorrer por negligência ou inobservância da identificação do cidadão, sujeitará o servidor ou servidora a penalidade de suspensão por 180 dias”.

Vacinas contra o novo coronavírus no Espírito Santo (Foto: Beto Morais/AT)
Vacinas contra o novo coronavírus no Espírito Santo (Foto: Beto Morais/AT)

Além da punição para quem aplicar o imunizante, o usuário do SUS que receber sem fazer parte do grupo prioritário ou fora da ordem do calendário de vacinação estará sujeito “à responsabilização cível e penal dos órgãos competentes”.

As secretarias municipais de Saúde têm o prazo de 10 dias para editar normas disciplinares semelhantes.

As denúncias podem ser feitas na Ouvidoria Estadual do SUS pelo e-mail ouvidoriasus@saude.es.gov.br ou pelo telefone (27) 3347-5732.

Veja mais:

Demissão para quem furar fila ou desviar vacinas no Estado

Ministério Público vai atuar no Estado para impedir "fura-fila" na vacina da Covid
 

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados