X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Política

“Estou construindo minha volta ao MDB”, afirma Luciano Pingo

Presidente da Amunes e prefeito de Ibatiba, Luciano Pingo, hoje sem filiação, diz que está prestes a retornar para seu antigo partido



Imagem ilustrativa da imagem “Estou construindo minha volta ao MDB”, afirma Luciano Pingo
Luciano Pingo durante entrevista no Estúdio Tribuna Online: “Estou voltando para o partido da minha vida” |  Foto: Aquiles Brum

O atual presidente da Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes) e prefeito de Ibatiba, Luciano Pingo (sem partido) confirmou que está prestes a retornar para o MDB, partido liderado no Estado pelo vice-governador Ricardo Ferraço.

A declaração foi feita durante entrevista de Pingo no Estúdio Tribuna Online, onde ele aproveitou para falar do balanço de seu primeiro ano à frente da Amunes e também de seu futuro na vida política, já que este ano ele termina seu segundo mandato como prefeito da Terra dos Tropeiros, como é conhecida a cidade de Ibatiba.

Leia mais notícias de Política aqui

“Atualmente estou sem filiação, mas existe um processo de construção para eu voltar ao MDB, que é o partido da minha vida. Já fui vereador pela sigla, além de prefeito de primeiro mandato, presidente da juventude estadual e vice-presidente da juventude nacional do MDB”, contou.

Além de já ter estado no MDB, Luciano Pingo também declara que está confiante com o novo momento da sigla, que recentemente começou a ser liderada pelo vice-governador e secretário de Desenvolvimento do Estado, Ricardo Ferraço.

“É importante destacar que cada ser humano lidera e traz boas coisas em seu tempo. Agora, Ricardo tem poder de liderança definido, é um grande gestor e volta para reestruturar o partido para 2024 e fortalecer também pensando nas eleições de 2026”, avaliou.

Ricardo Ferraço tomou posse em evento no ano passado com a presença do presidente nacional da sigla, deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP), além do prefeito Euclério Sampaio e Guerino Balestrassi, respectivamente de Cariacica e Colatina, que também se filiaram no mesmo dia.

“É um partido gigante, histórico. Já teve governador do Estado, presidente da Assembleia, bancada relevante no Legislativo capixaba e também no Congresso Nacional. Com Ricardo e com as novas lideranças, somando as forças da ex-senadora Rose de Freitas e do ex-deputado Lelo Coimbra, iremos reerguer o partido”, disse Pingo.

Sobre o futuro político, o atual prefeito de Ibatiba diz que a ideia é, após terminar seu segundo mandato no final deste ano, que seu grupo político consiga emplacar o nome de um sucessor na cidade de Itatiba.

“Casagrande ajuda os municípios”, afirma presidente da Amunes


Imagem ilustrativa da imagem “Estou construindo minha volta ao MDB”, afirma Luciano Pingo
Jornalistas de A Tribuna, Eduardo Maia e Rodrigo Péret entrevistaram Luciano Pingo no Estúdio Tribuna Online |  Foto: Aquiles Brum

O presidente da Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes), Luciano Pingo, conversou com os jornalistas Eduardo Maia e Rodrigo Péret no Estúdio Tribuna Online e comentou sobre a importância da parceria com o governador Renato Casagrande (PSB) nos projetos da instituição.

Segundo ele, o governador tem atendido as pautas encaminhadas pela Amunes com prioridade. “Também é importante destacar as atuações da Assembleia Legislativa e da bancada federal nesse processo. O governador tem sido cada vez mais solícito quando se trata das demandas dos 78 municípios, temos ótima relação”, alegou.

Ele deixa claro, no entanto, que a Amunes tem o papel de ser interlocutora, ou seja, leva as demandas dos prefeitos até o governo do Estado, se for o caso.

“A instituição não tem poder de apresentar emenda ou projetos, mas sim fazer com que o governador tome conhecimento disso”, disse o prefeito de Ibatiba.

Pingo entende também que essa ponte se faz necessária principalmente nos municípios do interior. “O governo do Estado está presente em todos os 78 municípios, mas a Amunes consegue fazer essa 'ponte' e facilita o processo”.

Assista a entrevista completa com o presidente da Amunes

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: