X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Vítima de assalto perdeu a vida por estar com fone de ouvido, diz polícia

Crime foi esclarecido durante coletiva de imprensa nesta quarta-feira


A Polícia Civil divulgou nesta quarta-feira (1º) o resultado de uma investigação sobre o latrocínio de Alessandro Pereira da Silva, de 41 anos. O crime aconteceu no dia 09 de julho deste ano, no bairro Parque Gramado, em Cariacica. O autor do assassinato está preso desde setembro.

Imagem ilustrativa da imagem Vítima de assalto perdeu a vida por estar com fone de ouvido, diz polícia
Diego Azevedo de Lemos, vulgo "Morangão" foi preso em setembro |  Foto: Divulgação / PCES

No momento do crime, Alessandro caminhava na rua com sua esposa quando o casal foi abordado pelo criminoso, identificado como Diego Azevedo de Lemos, vulgo "Morangão". 

Ele teria exigido o aparelho celular da vítima, que não escutou a ordem do bandido pois no momento utilizava fones de ouvido. Ele e a esposa estavam a caminho de uma pizzaria do bairro.

"O Diego se aproximou em uma moto e pediu o celular, apontando uma arma pra vítima. A vítima não ouviu e se aproximou dele, nesse momento o autor achou aquilo uma ameaça e efetuou quatro disparos de arma de fogo, levando à óbito, infelizmente, essa vítima", explicou o delegado Gabriel Monteiro, chefe do Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic).

Além deste latrocínio, Diego é investigado por outro homicídio e já tinha passagens pela polícia por tráfico de drogas. Ele está preso preventivamente desde o dia 21 de setembro. 

O autor do crime fugiu do local após os disparos e o celular da vítima não chegou a ser levado. "Essa vítima perdeu a vida por estar com fone de ouvido, porque ele no momento nem esboçou tanta reação, simplesmente o autor achou que ele estaria reagindo", lamentou o delegado.   

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: