Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Polícia prende em Mato Grosso acusado de matar a ex-mulher no Caparaó

| 26/02/2021 18:38 h | Atualizado em 26/02/2021, 18:55

Para realizar a prisão, a Delegacia de Polícia (DP) de Guaçuí deflagrou a Operação Covardia, que contou com o apoio da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), auxiliando nos levantamentos e diligências, e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da Policia Civil de Sinop/MT, que cumpriu o mandado de prisão
Para realizar a prisão, a Delegacia de Polícia (DP) de Guaçuí deflagrou a Operação Covardia, que contou com o apoio da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), auxiliando nos levantamentos e diligências, e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da Policia Civil de Sinop/MT, que cumpriu o mandado de prisão |  Foto: Taynara Nascimento
O homem que era suspeito de matar Érica de Jesus Bonometti, 31 anos, na zona rural de Guaçuí, na região do Caparaó, foi preso nesta sexta-feira (26). O  indivíduo de 30 anos, que é ex-companheiro da vítima, foi localizado na cidade de Sinop, no Estado do Mato Grosso, onde estava escondido e trabalhando como motorista em uma marmoraria.

Segundo as investigações, o suspeito é motorista de caminhão e decidiu sair do Espírito Santo após o crime para fugir da polícia. Ele conseguiu emprego em uma marmoraria, na cidade de Sinop/MT, onde ninguém o conhecia e acreditava que não seria mais localizado.

Para realizar a prisão, a Delegacia de Polícia (DP) de Guaçuí deflagrou a Operação Covardia, que contou com o apoio da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), auxiliando nos levantamentos e diligências, e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa da Policia Civil de Sinop/MT, que cumpriu o mandado de prisão.

“Nosso serviço de inteligência, juntamente com o serviço reservado da Polícia Militar, realizou levantamentos que levaram até o exato local onde o investigado estava trabalhando. Com estas informações, solicitamos o apoio da Polícia Civil do Mato Grosso, que cumpriu o mandado de prisão que havia contra o suspeito”, explicou o titular da DP de Guaçuí, delegado Marcos Nery.

A prisão foi realizada no local de trabalho dele. O detido ainda está no Mato Grosso. A transferência dele para o Espírito Santo depende de trâmites burocráticos e autorização judicial, o que deve demorar alguns dias.

O crime

O crime bárbaro marcou os moradores da região. O corpo de Erica de Jesus Bonometti, 31 anos, foi encontrado numa estrada de chão, nas proximidades de São Romão, com diversos ferimentos na cabeça. A polícia encontrou uma pedra ao lado que pode ter sido utilizada no crime.

Familiares informaram que o homem não aceitava a separação. Recentemente, os dois brigaram e ele teria ameaçado a ex-mulher, no entanto, ela não representou contra o suspeito e nem pediu medida protetiva.

Segundo a polícia, Erica seguia de carona, vindo de Dores do Rio Preto, no Fiat Uno de uma amiga, por volta de meio dia, quando o suspeito teria jogado o Fiat Strada contra o veículo em que estavam as duas, causando um acidente.

Logo a seguir, o suspeito teria retirado a força sua ex-mulher do carro da amiga e obrigado a vítima a seguir com ele no Fiat Strada.

A Polícia Militar fez um cerco tático envolvendo todas as viaturas de Guaçuí, Divino de São Lourenço e Dores do Rio Preto, além da Força Tática, na tentativa de localizar o veículo do suspeito e a vítima, que foi encontrada morta pouco tempo.

Nas buscas, a PM conseguiu localizar o Fiat Strada utilizado no homicídio, na casa do avô do suspeito. Testemunhas avisaram que ele teria deixado o veículo no local e seguido em outro carro.

Leia também

Homem é procurado por raptar e matar ex-mulher no Caparaó 

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS