X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Golpe do falso aluguel de casas cresce 50% no verão

Golpistas usam um anúncio original, geralmente publicado em sites, e criam falsas propostas, de acordo com especialistas


Imagem ilustrativa da imagem Golpe do falso aluguel de casas cresce 50% no verão
Praia do Morro, Guarapari: criminosos costumam apresentar ofertas tentadoras e preços abaixo do mercado |  Foto: Roberta Bourguignon

A alta demanda por aluguéis de temporada durante o fim de ano se tornou terreno fértil para golpistas. Com estratégias cada vez mais sofisticadas, esses criminosos têm se proliferado em plataformas digitais, oferecendo ofertas tentadoras que, na realidade, são armadilhas financeiras.

Especialistas em segurança cibernética e imobiliária ouvidos pela reportagem de A Tribuna trazem um alerta crucial para quem busca acomodações temporárias durante esse período: os golpes de falso aluguel de temporada estão em ascensão, registrando um aumento de 50% neste período do ano.

Eduardo Pinheiro, especialista em Tecnologia da Informação e Segurança Cibernética, explica que esse tipo de crime costuma ter grande incidência no último trimestre do ano, onde há um grande crescimento de anúncios originais de aluguéis de temporada em sites.

Ele, que recebe muitos e-mails de vítimas, afirma que o golpe aumenta em 50% no fim de ano.

“Percebo esse aumento no fim de ano. Os golpistas usam um anúncio original, geralmente publicado em sites, e criam falsas propostas. Na publicação que fazem, colocam referências para passar credibilidade já que, na maioria das vezes, quem procura casas para alugar está fora do Estado”, disse.

Para ludibriar ainda mais as vítimas, os criminosos costumam apresentar ofertas tentadoras e preços abaixo do mercado, como explica Emir Pinho, especialista em Segurança Pública e Privada.

“O objetivo é atrair potenciais locatários, muitas vezes exigindo depósitos adiantados ou pagamento integral. Uma vez que o dinheiro é transferido, os criminosos desaparecem, deixando os incautos (desprevenidos) sem qualquer reserva de acomodação”, explicou.

Para o advogado Igor Machado, que atua no ramo imobiliário, a prevenção é a melhor estratégia para evitar prejuízos ao cair no golpe. Ele disse que a dificuldade de reaver o dinheiro e a complexidade de se iniciar uma ação judicial é muito grande.

“É crucial verificar a existência real do imóvel, realizar uma busca on-line, se possível visitar o local, checar a identidade do proprietário e solicitar algum documento que confirme a legitimidade do responsável pelo aluguel. Também é importante desconfiar de preços baixos demais”, orientou.

Uma outra dica do advogado é evitar pagamentos antecipados.

FIQUE POR DENTRO

> O golpe

O golpe do falso aluguel de temporada é uma prática fraudulenta na qual bandidos se passam por proprietários ou agentes de aluguel de imóveis temporários, como casas, apartamentos ou vilas para férias.

> Como agem

Eles criam anúncios falsos em plataformas on-line, oferecendo essas propriedades para aluguel por períodos de curto prazo.

Os criminosos costumam usar fotos atrativas e descrições detalhadas.

Esse golpe explora a pressa e a urgência das pessoas em encontrar acomodações temporárias, especialmente durante períodos de alta demanda.

> Objetivo

atrair potenciais locatários, oferecendo preços abaixo do mercado ou condições muito vantajosas.

No entanto, após os locatários mostrarem interesse na propriedade, os golpistas solicitam pagamentos adiantados.

A questão toda é que, muitas vezes, essas casas e apartamentos não pertencem aos golpistas ou elas simplesmente não existem.

Os locatários, ao fazerem o pagamento adiantado, descobrem que caíram em um golpe quando não conseguem acessar a propriedade.

> Dicas

1) Pesquise em sites confiáveis

Utilize plataformas conhecidas e confiáveis para buscar casas de temporada, como Airbnb, Vrbo, Booking, entre outras. Esses sites geralmente têm sistemas de segurança e verificação.

2) Verificação detalhada do anúncio

Analise cuidadosamente o anúncio da casa. Procure por informações detalhadas, fotos consistentes e completas do imóvel, além de descrições claras sobre as instalações e políticas.

3) Comunicação direta com o anfitrião

Antes de reservar, entre em contato diretamente com o anfitrião através da plataforma oficial de reserva. Faça perguntas específicas sobre o imóvel que deseja alugar e observe como o anfitrião responde.

4) Evite pagamentos fora da plataforma

Não faça pagamentos por fora da plataforma oficial em que está pesquisando. Esses sites oferecem sistemas seguros de pagamento que protegem os usuários contra fraudes.

5) Verificação do anfitrião e avaliações

Verifique a autenticidade do anfitrião lendo as avaliações de outros hóspedes anteriores. Anfitriões confiáveis geralmente têm várias avaliações positivas.

Fonte: Especialistas consultados.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: