X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Daniel Alves está 'abatido' e sem comer após Joana anunciar separação, afirma TV

Atleta está preso provisoriamente na Espanha acusado de agressão sexual em uma boate espanhola


 

Imagem ilustrativa da imagem Daniel Alves está 'abatido' e sem comer após Joana anunciar separação, afirma TV
Daniel Alves está preso acusado de agressão sexual |  Foto: Reprodução/Twitter

Preso provisoriamente na Espanha, acusado de agressão sexual em uma boate espanhola no último ano, a vida de Daniel Alves ganhou novos capítulos desde que a modelo Joana Sanz indicou sua separação por meio de uma carta publicada no Instagram. O jogador estaria completamente abatido com a decisão e sem comer há dias no presídio. Em princípio, isso não muda a decisão da Justiça de mantê-lo preso até que o caso seja julgado Não há prazo para que isso aconteça.

Leia mais

Daniel Alves disse que estava bêbado e não se lembra de nada, diz TV espanhola

Mulher de Daniel Alves indica fim de casamento: "Eu o amo, mas amo mais a mim"

De acordo com o programa espanhol Cuatro al Día, o lateral-direito que jogou a Copa do Mundo do Catar, no ano passado, deixou de interagir com os demais detentos do presídio Brians 2, em Barcelona, e raramente deixa sua cela para o banho de sol. Desde que recebeu a notícia da separação, Daniel Alves passa a maior parte de seus dias sozinho e está, segundo fontes, "muito nervoso".

Desde que foi preso, o jogador tem recebido visitas regulares. Entre estas a de, agora sua ex-mulher, Joana Sanz no último domingo. De acordo com a imprensa espanhola, Joana e o jogador teriam tido uma conversa frente a frente separados por um vidro. A modelo deixou a prisão séria e sem dar detalhes do que conversou com o jogador. Mas queria comunicar pessoalmente o atleta de sua decisão.

Na quarta-feira, a modelo publicou uma carta, escrita a próprio punho, na qual indica o término do relacionamento com o brasileiro. "Eu o amo e o amarei para sempre. Quem diz que um amor se esquece está se enganando ou não amou de verdade. Mas eu amo, respeito e valorizo muito mais a mim mesma. Perdoar alivia, então, fico com o mágico e encerro uma etapa da minha vida que começou no dia 18 de maio de 2015?, escreveu a modelo.

Joana e Daniel Alves estavam juntos havia sete anos. Em 2015, o casal começou a namorar, se casando dois anos depois em uma cerimônia privada em Ibiza.

CASO DANIEL ALVES

Daniel Alves teve a prisão decretada no dia 20 de janeiro. Ele foi detido ao prestar depoimento sobre o caso de agressão sexual contra uma mulher na madrugada do dia 30 de dezembro. O Ministério Público pediu a prisão preventiva do atleta de 39 anos, sem direito à fiança, e a titular do Juizado de Instrução 15 de Barcelona acatou o pedido, ordenando a detenção.

A acusação se refere a um episódio que teria ocorrido na casa noturna Sutton, em Barcelona, na Espanha. O atleta, que defendeu a seleção brasileira na Copa do Mundo do Catar, teria trancado, agredido e estuprado a denunciante em um banheiro da área VIP da casa noturna, segundo o jornal El Periódico. Ela procurou as amigas e os seguranças da balada depois do ocorrido.

A equipe de segurança da casa noturna acionou a polícia catalã (Mossos d’Esquadra), que colheu depoimento da vítima. Uma câmera usada na farda de um policial gravou acidentalmente a primeira versão da vítima sobre o caso, corroborando o que foi dito por ela no depoimento oficial. A mulher também passou por exame médico em um hospital. Daniel Alves foi embora do local antes da chegada dos policiais.

Segundo a imprensa espanhola, a contradição no depoimento do lateral-direito foi determinante para o Ministério Público do país pedir a prisão e a juíza aceitar. No início de janeiro, o jogador deu entrevista ao programa Y Ahora Sonsoles, da Antena 3, em que confirmou que esteve na mesma boate que a mulher que o acusa, mas negou ter tocado na denunciante sem a anuência dela e disse que nem a conhecia.

No depoimento, porém, de acordo com os meios de comunicação da Espanha, o atleta afirmou que esteve com a mulher, mas sem ato sexual. Posteriormente, admitiu ter feito sexo, mas alegou que a relação foi consentida. Segundo a rádio Cadena SER, imagens da vigilância interna do local confirmam que Daniel Alves ficou 15 minutos com a mulher no banheiro.

Material coletado encontrou vestígios de sêmen tanto internamente quanto no vestido da denunciante. O Pumas, do México, anunciou que o contrato de trabalho de Daniel Alves com o clube foi rompido por justa causa Daniel teve ainda negado pedido para responder o caso em liberdade. Ele pode ser condenado a dez anos de prisão.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: