X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Celular e vinho são os mais apreendidos no aeroporto de Vitória

Número de prisões no terminal disparou, motivadas por drogas e mandados em aberto, e também há produtos irregulares retidos


Imagem ilustrativa da imagem Celular e vinho são os mais apreendidos no aeroporto de Vitória
Terminal do aeroporto de Vitória, onde foram realizadas 11 prisões pela Polícia Federal somente este ano |  Foto: Leone Iglesias/AT

O aeroporto Eurico de Aguiar Salles, em Vitória, tem se destacado pelo aumento no número de prisões realizadas pela Polícia Federal nos últimos 3 anos. 

Dados fornecidos pela instituição revelam um cenário preocupante: enquanto no primeiro semestre do ano passado foram três prisões, neste ano, o número saltou para 11, na área restrita. Entre os itens mais apreendidos no aeroporto, estão celulares, vinhos e tablets, conforme a tabela ao lado.

Veja mais notícias sobre Polícia aqui

De acordo com informações do livro de plantão da Federal, em 2021, foram contabilizadas três prisões no Aeroporto de Vitória. Em outubro, a Delegacia de Imigração efetuou a detenção de um homem por mandado de prisão em aberto. 

Já em dezembro, houve uma prisão pela mesma equipe por tráfico de drogas, e outra detenção por mandado de prisão em aberto.

Em 2022, o número de prisões aumentou consideravelmente, totalizando 13 casos. 

Entre as ocorrências, destaca-se a atuação da Delegacia de Repressão a Drogas (DRE), que efetuou duas prisões por tráfico de drogas, além de duas detenções por posse de entorpecentes, uma por invasão, uma por posse de munição e quatro mandados de prisão em aberto.

Neste ano, também houve um número expressivo de prisões. 

Foram contabilizadas 11 detenções, incluindo casos de mandados de prisão em aberto, posse de drogas, tráfico de drogas e invasão. A Delegacia de Imigração foi responsável pela maioria das prisões.

A série “Aeroporto Área Restrita”, que retrata o cotidiano do maior aeroporto internacional do hemisfério sul, em Guarulhos, trouxe à tona os bastidores do trabalho da Polícia Federal e outros órgãos fiscais. 

 Segundo o delegado Ramón Almeida da Silva, da Delegacia de Imigração (Delemig), o aeroporto é dividido em áreas. Na área restrita, é a Polícia Federal que atua na segurança do espaço público. 

Já na área pública, a atuação é compartilhada com a Polícia Civil e a Polícia Militar, que também realizam prisões nessas áreas.

“Lembramos que em 2020 e 2022 tivemos menos voos por conta da pandemia, mas, de qualquer forma, estamos intensificando as fiscalizações no aeroporto e nos atualizando com a modernidade, e consequentemente o número de prisões cresceu”, disse o delegado Ramón Almeida da Silva.

Até unidade de tratamento  e cabelo humano apreendidos

A Alfândega de Vitória tem realizado apreensões surpreendentes nos últimos meses, incluindo casos inusitados, como a apreensão de uma unidade de tratamento intensivo e cabelo humano. 

O delegado da Alfândega do Porto de Vitória, auditor-fiscal Douglas Costa Koehler, explicou que as mercadorias são apreendidas quando não se comprova a importação legal, seja por declarações incorretas ou documentos fraudulentos.

“Há anos, chamou a atenção uma apreensão de cabelo humano escondido dentro de aparelhos de som. Tratavam-se de muitas mechas de cabelo natural, certamente para a indústria de perucas.”

As mercadorias apreendidas podem ser leiloadas, destinadas a doações ou destruídas no caso de produtos falsificados. Entre os produtos mais comuns apreendidos estão eletrônicos, bebidas, roupas, perfumes e tênis. 

O delegado alerta que os consumidores devem evitar sites com preços muito baixos e pesquisar a reputação do vendedor e a origem do produto para evitar apreensões.

Imagem ilustrativa da imagem Celular e vinho são os mais apreendidos no aeroporto de Vitória
Momento da prisão de foragido preso no aeroporto de Vitória em maio |  Foto: © Divulgação / Sesp

Foragido de São Paulo detido no desembarque

Um foragido de São Paulo, identificado como Gustavo Sanches Gumiero, de 41 anos, foi detido no aeroporto de Vitória, em maio deste ano, pela Polícia Civil, fora da área restrita. Ele era acusado de roubo de joias no estado paulista.

As autoridades descobriram que Gustavo vivia no Espírito Santo havia sete anos, levando uma vida de luxo em um condomínio de alto padrão e ostentando carros luxuosos, enquanto se passava pelo irmão. Após suspeitar que estava sendo procurado pela polícia, ele fugiu para Porto Alegre, mas acabou sendo capturado quando desembarcava no aeroporto.

As investigações estão apurando se o dinheiro obtido por Gustavo era proveniente de crimes cometidos no Estado ou se ele trazia recursos de fora para serem lavados no estado capixaba.

Durante a prisão, Gustavo apresentou um documento falso em nome de seu irmão, o que resultou em sua prisão em flagrante também por falsificação e uso de documento falso, além dos crimes de furto e roubo. Em seguida, Gustavo  foi encaminhado ao Centro de Triagem de Viana, onde aguarda a decisão judicial sobre a transferência para uma unidade prisional dentro ou fora do Estado.

Saiba mais

Os dez  itens mais apreendidos

Apreensões  

1º Aparelhos celulares

2º Vinhos

3º  Tablets

4º Câmeras fotográficas

5º Perfumes

6º Refletores de luz

7º Roupas

8º Tênis

9º Bicicletas elétricas

10º  Equipamentos médico-hospitalares. 

recentemente uma apreensão  de respiradores destinados às Unidades de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN), que serão doados para hospitais públicos do Estado. 

Modal

Dos três modais que as mercadorias de origem estrangeira podem chegar ao Estado, o aéreo é o que tem o menor volume de carga.

Boa parte delas chegam por vias rodoviárias, mas a grande maioria das mercadorias estrangeiras que entram no país, pelo Estado, vem pelo modal marítimo.

Leia mais:

Suspeitos de tráfico de drogas são presos durante operação no Sul do ES

PF descobre 4 imigrantes ilegais em navio africano nas águas do ES

Marido surta, agride mulher e é preso dentro de apartamento em Jardim Camburi

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: