X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Adolescente de 17 anos é apreendido no ES por crimes no Discord

Segundo a PF, o adolescente continuou praticando crimes mesmo após a realização de uma operação de busca na sua residência, no mês de junho


Imagem ilustrativa da imagem Adolescente de 17 anos é apreendido no ES por crimes no Discord
Há a suspeita de participação do adolescente em crimes contra várias vítimas |  Foto: Imagem ilustrativa/Reprodução/Canva

Um adolescente de 17 anos foi apreendido em Pinheiros, nesta sexta-feira (7), pela prática de crimes no aplicativo Discord. Segundo investigações da Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos da Polícia Federal do Espírito Santo, o menor é um dos principais responsáveis por crimes praticados na plataforma.

O adolescente já havia sido alvo de uma operação de busca na sua residência, no Norte do Estado, no mês de junho. Ainda segundo a PF, ele teria dado continuidade às práticas criminosas até o momento da sua apreensão, nesta sexta. 

Leia também:

Humilhação e estupro virtual em aplicativo para jogo on-line

Polícia prende suspeito de criar grupo em aplicativo para estupro virtual


Há a suspeita de participação do adolescente em crimes contra várias vítimas. Ele é investigado por participar de chamadas (conhecidas como calls) em grupo, onde incitava adolescentes a se automutilar e a praticar ato libidinoso. 

Um dos crimes investigados pela polícia envolve uma criança de 12 anos. O adolescente teria feito uma chamada com vários usuários assistindo a vítima, que era obrigada a se cortar e mostrar partes íntimas. A PF apura se ele vendeu o material no Telegram. 

Segundo informações divulgadas pela Polícia Federal no mês passado, os pais do adolescente não sabiam de sua participação. Eles revelaram que o filho mostra comportamento retraído, sem amigos e que passa muito tempo no celular, trancado em um cômodo da casa onde vive. 

Ele responderá por mais de um crime, incluindo o de incitação a auto mutilação. O menor foi encaminhado ao Instituto de Atendimento Socioeducativo (IASES) de Linhares e ficará apreendido à disposição da Vara Única de Pinheiros. 

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: