X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Polícia

Vamos elucidar tudo, da primeira à última morte, diz a chefe da Polícia Civil

Saiba o que Simone Aguiar fala sobre a conduta de todos os envolvidos no tiroteio


Imagem ilustrativa da imagem Vamos elucidar tudo, da primeira à última morte, diz a chefe da Polícia Civil
"Onde há vítimas policiais, onde há investigação sensível para o nosso caso, a gente vai usar todas as ferramentas necessárias para elucidar", disse a chefe da Polícia Civil |  Foto: Reprodução de reportagem da Tribuna, canal 4

A chefe da Polícia Civil de Pernambuco, Simone Aguiar, disse nesta quinta-feira (21), em entrevista à TV Tribuna (canal 4), que todas as mortes ocorridas na semana passada, conhecida como o Caso dos 8 de Camaragibe, serão elucidadas. Segundo ela, ao final das operações, o Grupo de Operações Especiais (GOE) vai atuar nas ações mesmo que exista uma investigação sensível no tocante à polícia.


Simone Aguiar falou com o repórter Marwyn Barbosa. “Posso garantir que a investigação está sendo realizada com a maior responsabilidade em relação a tudo que aconteceu. Há muitas oitivas, muita busca pelas provas técnicas para robustecer e esclarecer o que de fato aconteceu”.

A chefe da Polícia Civil declarou: “não trabalhamos com achismos”. “Nosso Grupo de Operações Especiais, que é um grupo, por lei, para atuar nessas ações onde há vítimas policiais, onde há investigação sensível para o nosso caso, a gente vai usar todas as ferramentas necessárias para elucidar tudo que aconteceu, desde a primeira morte até a última morte”, cravou.

A delegada especial concluiu que toda a cronologia dos fatos será transmitida. ”A verdade vai chegar e, no final, o GOE vai transmitir para a imprensa e para toda a sociedade a cronologia dos fatos, individualizando a conduta de todos os envolvidos”, declarou.

Saiba mais sobre o caso
Caminhoneiro podia portar arma de laser, calibre 9 milímetros?
Como está o andamento da investigação desenrolada há uma semana?
Quem foi torturado por policiais e impedido de salvar a irmã?
Por que a família da grávida não aceitou entrar no Programa de Proteção à Testemunhas



Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: