X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Internacional

Nos EUA, Biden xinga Putin e ataca Trump durante evento de campanha na Califórnia

Ataques foram feitos durante evento de arrecadação de fundos para a campanha de reeleição


Imagem ilustrativa da imagem Nos EUA, Biden xinga Putin e ataca Trump durante evento de campanha na Califórnia
Presidente dos EUA, Joe Biden |  Foto: Reprodução/Instagram

Durante um evento de arrecadação de fundos para a campanha de reeleição, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, xingou nesta quarta-feira, 21, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e proferiu ataques ao ex-presidente americano Donald Trump, com quem deverá disputar as eleições de novembro.

"Temos um FDP louco como esse Putin, e outros, e sempre temos que nos preocupar com o conflito nuclear, mas a ameaça existencial para a humanidade é o clima", disse Biden, em discurso a apoiadores em São Francisco, na Califórnia. O presidente usou a sigla SOB, de son of a bitch (filho da p... em português).

Biden criticou Trump por ter se comparado ao líder da oposição russa, Alexei Navalni, que morreu na semana passada em uma prisão no Círculo Polar Ártico, em circunstâncias ainda não esclarecidas. Crítico do governo de Putin, Nalvani cumpria pena de 19 anos.

"Algumas das coisas que esse cara [Trump] tem dito, como comparar-se a Navalni e dizer que foi processado - assim como Navalni - porque nosso país se tornou comunista... Não sei de onde ele tirou isso", declarou Biden. "O que estou dizendo é que se há 10 ou 15 anos eu tivesse contado a eles alguma dessas coisas, eles teriam pensado que deveriam me internar." Fonte: Dow Jones Newswires.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: