X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Internacional

EUA: inteligência coletou sinais de que militantes causaram explosão em hospital

Grupo de Gaza rejeita a acusação


Imagem ilustrativa da imagem EUA: inteligência coletou sinais de que militantes causaram explosão em hospital
Guerra: principal porta-voz militar de Israel disse que não houve nenhum ataque israelense na área do hospital |  Foto: HATEM MOUSSA/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Os Estados Unidos coletaram sinais de inteligência mostrando que a explosão no complexo hospitalar em Gaza foi causada pelo grupo militante Jihad Islâmica Palestina, disseram autoridades do país, reforçando a afirmação de Israel de que não foi responsável pela explosão. A avaliação dos EUA baseou-se, em parte, em interceptações de comunicações e outras informações recolhidas pelos EUA, disseram autoridades de defesa dos EUA.

O contra-almirante Daniel Hagari, principal porta-voz militar de Israel, disse, em entrevista coletiva, que não houve nenhum ataque israelense na área do hospital e que a explosão foi causada por um foguete disparado com falha lançado do Jihad Islâmica. O grupo rejeita a acusação. Hagari compartilhou o que disse ser uma conversa interceptada entre dois agentes não identificados do Hamas, dizendo que o foguete foi disparado por militantes do Jihad Islâmica de um cemitério perto do hospital.

"Não temos nenhum dos indicadores de um ataque aéreo - nenhum", disse Michael Knights, especialista em questões militares e de segurança do Instituto de Política para o Oriente Próximo de Washington. "O que você tem é uma cena que claramente foi atingida por uma bola de fogo".

A causa mais plausível para isso, disse Knights, é o combustível do foguete, consistente com a explicação dos militares israelenses de que um foguete falhou.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: