X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Flamengo goleia Boavista em grande apresentação e vai à semifinal da Taça Guanabara

Arrascaeta marcou duas vezes na goleada do Flamengo


Imagem ilustrativa da imagem Flamengo goleia Boavista em grande apresentação e vai à semifinal da Taça Guanabara
Arrascaeta marcou duas vezes na goleada do Flamengo |  Foto: Marcelo Cortes / CRF

O Flamengo é o segundo classificado às semifinais da Taça Guanabara. Nesta terça-feira, no encerramento da nona rodada, a equipe de Tite teve uma grande apresentação no Maracanã e, após início arrasador, goleou o Boavista por 4 a 0 e se garantiu no mata-mata, além de retomar a liderança, superando o Fluminense, também com a vaga, nos critérios de desempate. Pedro ainda perdeu um pênalti.

Os times rubro-negro e tricolor somam 21 pontos e não podem ser alcançados pelo Botafogo, com 14, restando duas rodadas. Em terceiro aparece o Nova Iguaçu, com 18 e necessitando de uma vitória para deixar um gigante pelo caminho. O Vasco está com 16, fechando as semifinais no momento.

O árbitro nem bem apitou o início e lá estava a torcida soltando o primeiro "uh" após finalização perigosa de Cebolinha com poucos segundos de jogo. O Flamengo estava com "fome" e bombardeava o goleiro André Luiz.

O massacre se transformou em vantagem no marcador rapidamente, com batida forte e rasteira de Luiz Araújo, desencantando na temporada, aos oito minutos. Quatro minutos mais tarde, Pedro usou a cabeça para ampliar, em jogo de uma equipe apenas no Maracanã.

No primeiro lance ofensivo, o Boavista perdeu Matheus Alessandro, com grave lesão no joelho após dividida com Varela. O atacante saiu de campo de maca, chorando copiosamente já prevendo a gravidade da lesão.

Caprichasse um pouco mais, e o dominante Flamengo iria para o descanso com uma goleada no placar. Pedro errou desvio na pequena área e Cebolinha viu o zagueiro tirar o rebote em cima da linha. Luiz Araújo também falhou em oportunidade clara na área.

O Boavista voltou com três mudanças para tentar reação. Com 12 pontos, precisava pontuar para sonhar com vaga nas semifinais. Mas a tônica não mudou. O Flamengo jogava no campo ofensivo e abusava de gols perdidos. Pedro chegou a desperdiçar um pênalti aos 19 minutos, mandando nas mãos do goleiro. A torcida já pedia Gabigol e aumentou o coro.

Tite colocou seu camisa 10 e Bruno Henrique para dar dinâmica ao ataque. Em uma marcação sob pressão, a bola sobrou para Arrascaeta ampliar, em uma linda batida de sem pulo, no ângulo. O uruguaio também desencantou na temporada.

O treinador flamenguista aproveitou a partida liquidada para observar Matias Viña. O lateral-esquerdo fez sua estreia aos 27 minutos. Apesar das características mais defensivas, entrou como se fosse um ponta esquerda, bastante avançado e aparecendo na área.

Sem perder a ganância em atacar, o Flamengo ainda viu Gabigol carimbar o travessão antes de Arrascaeta transformar o resultado em goleada. Em jogada de uruguaios, recebeu de De la Cruz e só tocou na saída do goleiro. Maior placar dos comandados de Tite no Campeonato Carioca, justamente antes do clássico com o Fluminense, marcado para domingo.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 4 X 0 BOAVISTA

FLAMENGO - Rossi; Varela (Wesley), David Luiz, Léo Pereira (Cleiton) e Ayrton Lucas (Matias Viña); Igor Jesus, De la Cruz e Arrascaeta; Luiz Araújo (Bruno Henrique); Everton Cebolinha e Pedro (Gabigol). Técnico: Tite.

BOAVISTA - André Luiz; Sheldon, Gabriel Almeida, Pablo Maldini e Alyson; William Oliveira, Crystopher (Abner Vinícius) e Ryan Guilherme (Léo Costa); Jeffinho (Mateus Ludke), Matheus Lucas (Cristian) e Matheus Alessandro (Erick Flores). Técnico: Filipe Cândido.

GOLS - Luis Araújo, aos 8, e Pedro, aos 12 minutos do primeiro tempo; Arrascaeta, aos 25 e aos 38 do segundo.

CARTÕES AMARELOS - Sheldon e Matheus Lucas (Boavista).

ÁRBITRO - Alex Gomes Stefano.

RENDA - R$ 1.074.925,50.

PÚBLICO - 35.713 presentes.

LOCAL - Maracanã, no Rio.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: