X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Red Bull Bragantino fica no 0 a 0 com Águilas Doradas-COL em sua estreia na Libertadores


O Red Bull Bragantino foi o primeiro time brasileiro a entrar em campo na atual edição da Copa Libertadores. O time paulista não teve vida fácil, encontrou dificuldades para criar as jogadas e acabou ficando no empate por 0 a 0, nesta terça-feira, no estádio Atanasio Girardot, em Medellín, na Colômbia, pela partida de ida da fase prévia.

O duelo de volta acontecerá na terça-feira, às 21h30, no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Quem vencer se classifica para enfrentar o vencedor do duelo entre Aurora-BOL e Botafogo. Um novo empate e o duelo será definido nos pênaltis.

O Bragantino foi tímido no primeiro tempo e mostrou certo nervosismo no começo da partida, abusando dos erros de passe e criando poucas oportunidades de gol. Aos poucos, o time paulista foi se encontrando dentro da partida, mas sem ameaçar muito. Aos 20 minutos, Helinho avançou pela direita, cortou a marcação e chutou cruzado. A bola foi para fora.

A melhor chance, no entanto, foi com Vitinho. Aos 31, Helinho recebeu de Lucas Evangelista e cruzou. Vitinho apareceu livre de marcação e desviou de cabeça, rente à trave. O Águilas, por sua vez, não ameaçou o Bragantino e se mostrou satisfeito com o resultado a todo o momento.

No segundo tempo, o Red Bull Bragantino esboçou uma pressão inicial, mas só conseguiu assustar na bola área, principalmente com o zagueiro Léo Ortiz. O Águilas foi criar a sua primeira grande oportunidade apenas aos 16 minutos, em cobrança de falta de Salazar. Cleiton espalmou para evitar o gol.

Notando o crescimento do Águilas, Pedro Caixinha fez alterações e tentou povoar o meio de campo. A tática deu resultado, pois o Bragantino conseguiu ficar mais com a bola e perdeu uma boa chance aos 34. Após cobrança de escanteio de Lincoln, a bola desviou na primeira trave e sobrou para Laquintana. O gol estava vazio, mas o atacante jogou para fora.

O Águilas promoveu a entrada de um atacante no lugar de um volante e deixou a equipe mais ofensiva. No entanto, não conseguiu usufruir muito de sua nova condição dentro de campo. O Bragantino se defendeu bem e levou um 0 a 0 para o Brasil.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: