X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Esportes

Abel elogia intensidade do Palmeiras contra Red Bull Bragantino, mas cobra eficácia

Técnico também explicou o motivo pelo qual Dudu ainda permaneceu no banco de reservas


Imagem ilustrativa da imagem Abel elogia intensidade do Palmeiras contra Red Bull Bragantino, mas cobra eficácia
Abel Ferreira |  Foto: Crédito: Cesar Greco/Palmeiras

O técnico Abel Ferreira elogiou a intensidade do Palmeiras na vitória, por 2 a 1, sobre o Red Bull Bragantino, nesta quinta-feira, no Allianz Parque, mas cobrou maior eficácia ofensiva do time, que desperdiçou muitas oportunidades.

"Deveríamos ter definido a vitória no primeiro tempo. Teríamos gastado menos energia. O Palmeiras entrou forte no jogo, fizemos um belíssimo primeiro tempo, bem móvel, mas não traduzimos o volume ofensivo em eficácia e isso é fundamental", disse o treinador em entrevista coletiva.

O treinador palmeirense elogiou o adversário. "O Red Bull Bragantino é um adversário muito bem treinado, estava mais descansado e nossa intenção era entrar forte desde o início, e não deixar o jogo ir para um nível mais físico."

Abel voltou a reclamar do calendário, ao citar que o Bragantino teve dois dias a mais de descanso. "Vocês veem vários treinadores falando disso. Hoje foi o Atlético Mineiro, teve o São Paulo também. E eu falo sobre isso há quatro anos, que faz muita diferença ter dois dias, três dias para se preparar para os jogos. Lutarei sempre por isso e faço o pedido à CBF, às pessoas que fazem o calendário, para que pelo menos todas as equipes tenham três dias de descanso."

O técnico explicou o motivo pelo qual Dudu ainda permaneceu no banco de reservas. "Vocês sabem que ele está lesionado há dez meses, está em processo de recuperação. Ele está preparado e posso dizer que está próximo da reestreia dele. Entendi que hoje, no contexto do jogo, não seria ideal. Era um jogo dividido, intenso e pegado. Mas está próximo."

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: