X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Famosos

Zezé Di Camargo tem dinheiro bloqueado pela Justiça após não pagar contas de água

Defesa de Zezé Di Camargo diz que a dívida está em discussão e precisa ser mais analisada


Imagem ilustrativa da imagem Zezé Di Camargo tem dinheiro bloqueado pela Justiça após não pagar contas de água
Zezé Di Camargo teve dinheiro bloqueado pela Justiça |  Foto: Reprodução/Instagram

O Tribunal de Contas do Estado de Goiás determinou a penhora das contas bancárias do cantor Zezé Di Camargo por causa de uma dívida relacionada a falta de pagamento. O débito seria dez anos das contas de água e esgoto de um imóvel, em Goiânia. A ação, movida pela Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago), diz que o valor total ultrapassa aos R$ 17 mil.

Em um comunicado divulgado pela assessoria jurídica do cantor nas redes sociais nesta quarta-feira (20), a defesa de Zezé Di Camargo diz que a dívida está em discussão e precisa ser mais analisada. Chama o débito de R$ 17 mil "de um valor baixo" e que a obrigação de pagamento não é definitiva porque a cobrança ainda pode ser considerada "equivocada e ilegal".

Leia mais notícias de Famosos aqui

Os advogados do sertanejo enfatizaram no comunicado que o valor está depositado na Justiça: "O valor discutido encontra-se depositado em juízo, ou seja, quitado por parte do artista Zezé Di Camargo, porém, o mesmo será mantido em juízo até a decisão final".

A condenação do cantor divulgada no processo se refere ao pagamento dos valores das faturas mensais de consumo de água e esgoto, entre o período de 23 de julho de 1994 e 17 de novembro de 2004. O processo foi aberto em 19 de dezembro de 2012, para cobrar cerca de R$ 10 mil, mas o valor atual descrito nos autos do processo é de R$ 17.404,70.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: