X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Eco oficializa desistência e leilão da 101 sai até 2025

Diretor da ANTT diz ter sido informado de que posição da empresa de desistir da concessão é “irrevogável”. Mas que vai manter manutenção

Matheus Souza, do jornal A Tribuna | 04/08/2022 21:16 h

Obras na BR-101 já iniciadas vão ser concluídas, segundo presidente da Comissão de Fiscalização da Eco101
Obras na BR-101 já iniciadas vão ser concluídas, segundo presidente da Comissão de Fiscalização da Eco101 |  Foto: Roberta Bourguignon — 04/06/2020
 

A Eco101 bateu o pé e não vai mudar de ideia quanto à desistência de gerir a BR-101 no Espírito Santo. Com isso, a nova licitação da rodovia a uma nova empresa deve ocorrer até 2025. 

As informações foram relatadas durante reunião de deputados federais da bancada capixaba no Congresso com a Agência Nacional de Transportes Terrestres  (ANTT). O encontro híbrido (online e presencial) ocorreu ontem em Brasília (DF), solicitado pelo deputado federal Neucimar Fraga. 

Além da presença do diretor-geral da ANTT, Rafael Vitale Rodrigues, também participaram os deputados federais Josias da Vitória e Amaro Neto. A Eco101 informou ao diretor da agência que sua decisão era “irrevogável”, segundo Neucimar, que preside a Comissão de Fiscalização da Eco101. 

No último dia 15, a empresa anunciou que iria devolver “amigavelmente” a concessão da BR-101. Um dos motivos alegados eram prejuízos financeiros.

Na reunião, Rafael Vitale contou que a Eco101 se comprometeu em apresentar até março do ano que vem uma proposta de aditivos, que será analisada pela ANTT. 

“Na proposta serão formalizados os compromissos com a manutenção da BR, com os serviços que são oferecidos hoje, e a não interrupção das obras que já foram contratadas. Ela vai concluir todas as obras na parte sul”, relatou Neucimar sobre a reunião.

O diretor-geral da ANTT também afirmou que, após a Eco101 assinar essa proposta de aditivos, uma nova licitação será realizada em até 24 meses. “A Eco101 não vai poder participar da nova licitação, assim como qualquer empresa ligada a ela”, completou Neucimar.

Críticas

Líder da bancada capixaba no Congresso,  Da Vitória afirmou que não concorda com a maneira que o processo está sendo conduzido.

“Desde 2013 a empresa se arrasta nas obras. Ela duplicou apenas 80 dos mais de 300 quilômetros de rodovia, e agora quer sair de forma amigável. Minha intenção é responsabilizar a empresa pela não duplicação. Ela até pode pedir para sair, mas tinha a obrigação de cumprir com o contrato”, afirmou.

Procurados para comentar sobre a situação, o governo do Estado e a Eco101 não responderam às tentativas de contato até o fechamento desta edição.

Ferrovia até Anchieta com mudanças em trecho

Além da BR-101, outro destaque da reunião dos deputados capixabas com a ANTT foi a ferrovia EF-118, que ligará a Estrada de Ferro Vitória a Minas até Anchieta. 

No encontro, o diretor-geral da agência, Rafael Vitale, informou que a Vale apresentou um projeto de engenharia referente ao ramal até Anchieta. As obras são previstas para começar ano que vem.  

O líder da bancada capixaba, o deputado federal Josias da Vitória  contou que o projeto  foi elogiado pela ANTT.  “Ela sugeriu mudanças no trecho de Guarapari até Ubu. Coisas simples. Tem uma parte em que o solo é mole e, por isso, precisa de atenção”, afirma.

Da Vitória contou que para dar celeridade ao início das obras, a ANTT estudava desmembrar os projetos, licenciando os trechos separadamente e, assim, iniciar as obras onde não há complexidades.  

Segundo o deputado Neucimar Fraga, a Vale deve realizar as complementações em até 20 dias e a ANTT deve aprovar o projeto no prazo de 30 dias. “Se isso tudo ocorrer até o final de setembro, creio que no ano que vem a Vale já começa as obras”, relatou.

Saiba mais

BR-101

- O contrato de concessão da BR-101 teve início em 2013  e tinha vigência até 2038. 

- No dia 15 de julho, a concessionária Eco101 anunciou que iria devolver de forma amigável o trecho.

- Motivo principal: os custo com investimentos e manutenção da rodovia eram  superiores ao arrecadado com pedágios.

EF-118

- Com previsão de 88 Km de extensão, ligando Santa Leopoldina a Anchieta,  a ferrovia EF-118 é um desejo antigo da indústria capixaba.

- O projeto completo terá  577,8 km, sendo 170 km no Espírito Santo.

- A ferrovia vai ligar a Estrada de Ferro Vitória-Minas à Anchieta, no Sul do Estado.

- Também existe a discussão de ampliar a ferrovia até Presidente Kennedy, cuja proposta ainda está sendo analisada.

- A proposta é conectar diversos portos através de linhas de ferros.

- São os portos de Ubu (Anchieta), de Tubarão (Serra), de Vitória e do Açu (São João da Barra-RJ).  

Presidente Kennedy

- “A antt informou que a Vale tem até o final de 2023 para mostrar o projeto de [Presidente] Kennedy até o Rio de Janeiro”, comentou o deputado federal Neucimar Fraga, que solicitou uma reunião com a ANTT.

Início das obras em 2023

- Existe a expectativa que a Vale possa dar início às obras da ferrovia no ano que vem, comentou Neucimar Fraga.

- “A antt solicitou complementação de informações no projeto. A Vale ficou de apresentar elas  em 20 dias. Chegando as informações em, no máximo, 30 dias, a agência  aprova o projeto. Se isso ocorrer até final de setembro, a  Vale deve começar as obras no ano que vem”, afirma.

Fonte: Pesquisa AT e deputados citados.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS