X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Economia

Clientes da Caixa relatam falhas no pagamento da restituição do Imposto de Renda

Atraso acontece para quem optou pelo crédito via Pix, de acordo com a instituição


Alguns clientes da Caixa Econômica Federal têm relatado problemas para receber o pagamento da restituição do Imposto de Renda, cujo primeiro lote foi liberado no último dia 31 de maio.

O atraso acontece para quem optou pelo crédito via Pix, de acordo com a Caixa. A opção pelo método de pagamento instantâneo com chave CPF foi um dos critérios para definir a prioridade no recebimento da restituição do Imposto de Renda.

Segundo a instituição financeira, o pagamento está em fase final de regularização e o depósito já foi efetivado para "a maior parte dos clientes".

"O banco orienta que os clientes acompanhem o crédito pelo extrato de suas contas pelos aplicativos ou Internet Banking", diz a Caixa, em nota. Não foram informados, porém, a causa do problema ou o prazo para resolução definitiva.

Nas redes sociais, usuários falam em descaso e desrespeito com os contribuintes.

De acordo com a Receita Federal, o número de contribuintes contemplados no primeiro lote de restituição chegou a 5,5 milhões, e o montante bateu R$ 9,5 bilhões –maior valor já pago pela instituição em um único lote.

Até então, a quantia mais alta havia sido paga no ano passado, quando as quatro primeiras levas repassaram R$ 7,5 bilhões cada.

A restituição do IR é paga primeiro a quem declara nos primeiros dias. No entanto, há uma lista de prioridades legais, que coloca alguns contribuintes à frente de outros. Quem não está lista na prioridade pode ter que aguardar um pouco mais, mesmo tendo declarado no início.

Este ano, os moradores do Rio Grande do Sul entraram na fila de prioridade em razão do desastre climático que acometeu o estado no último mês. Os gaúchos têm direito de receber antes do que quem entrega a declaração pré-preenchida ou opta por receber a restituição por Pix.

Ao todo, 886.260 contribuintes do Rio Grande do Sul estão no primeiro lote, incluindo de exercícios anteriores, totalizando mais de R$ 1 bilhão em valores a restituir.

A falha no pagamento da restituição na Caixa, porém, também afetou moradores do estado.

NÃO FOI CONTEMPLADO NO PRIMEIRO LOTE? VEJA O CALENDÁRIO DAS PRÓXIMAS RESTITUIÇÕES

Quem não está na primeira lista de restituição ainda terá mais quatro lotes para receber. O fisco fecha a lista de pagamentos entre os dias 10 e 12 de cada mês. O segundo lote será pago em 28 de junho e a consulta costuma ser liberada uma semana antes.

Há benefícios para quem espera mais tempo: o valor é corrigido nos lotes seguintes. No caso da segunda leva, a Receita pagará 1% a mais da quantia a ser devolvida, ao passo que, nos meses seguintes, a correção será de 1% mais um acréscimo proporcional à taxa Selic, atualmente em 10,5% ao ano.

Para verificar se a restituição está disponível, acesse a página da Receita Federal, clique em "Meu Imposto de Renda" e, depois, em "Consultar a Restituição".

Veja o calendário de restituições abaixo:

Lote - Dia do pagamento

1º lote - já pago

2º lote - 28 de junho

3º lote - 31 de julho

4º lote - 30 de agosto

5º lote - 30 de setembro

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: