X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Economia

As cidades e áreas de trabalho com mais empregos no ES

Vila Velha superou Vitória e Serra, e os setores de serviços e construção civil foram os líderes em novos postos de trabalho


Imagem ilustrativa da imagem As cidades e áreas de trabalho com mais empregos no ES
Trabalho na construção civil, que teve melhor janeiro dos últimos 18 anos |  Foto: Divulgação

O Espírito Santo foi o 10º estado que mais criou empregos no País em janeiro deste ano, impulsionado pelos setores de serviços e construção e pelos municípios de Vila Velha, Vitória e da Serra.

A informação é dos registros do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério do Trabalho e Emprego (Caged), que acompanha as contratações e demissões realizadas pelas empresas brasileiras, com carteira assinada.

No total, foram 3.616 novos empregos no Estado, sendo 43.899 admissões e 40.283 demissões. O desempenho foi alavancado principalmente pelos setores de serviço e construção, que tiveram, respectivamente, saldo de 2.044 e 1.191 novos empregos no período.

Segundo o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado (Sinduscon-ES), Douglas Vaz, este foi o melhor janeiro dos últimos 18 anos para o setor da construção em termos de saldo de empregos.

“A tendência é de manter a curva de crescimento, haja vista a previsão de lançamentos imobiliários para este ano, que passa de 5 mil unidades. Ou seja, o setor vai precisar de mão de obra”.

Entre os municípios do Estado, o destaque fica com Vila Velha, onde foram criadas 1.001 novas vagas de empregos formais. Em segundo lugar está Vitória, com 618 vagas, seguida de Serra, com 563, e de Aracruz, com 340.

Segundo a prefeitura de Vila Velha, cerca de 62% dos empregos formais no município são oriundos de empresas de pequeno e médio portes. Para o prefeito Arnaldinho Borgo, os dados reforçam o novo ambiente de negócios da cidade, que cada vez mais tem atraído investimentos, empresas, motivação econômica para expansão industrial, comercial e de empreendimentos individuais.

“É um indicador seguro da pujança que vem alavancando o ciclo de desenvolvimento econômico inaugurado por nossa gestão”.

Majoritariamente, as novas vagas criadas em Vila Velha foram provenientes do setor de serviços, com 1.038 novas vagas em janeiro, e que hoje emprega um total de 61.612 trabalhadores com carteira assinada, com destaque para a área de saúde, cujo crescimento foi liderado pelas atividades hospitalares. 

Os dados

As cidades

1- Vila Velha

O município com maior saldo de novos empregos em janeiro deste ano no Estado teve saldo de 1.001 novas vagas de emprego formais. O destaque foi o setor de serviços, com 1.038 novas vagas.

2- Vitória

Na capital, o saldo foi de 618 vagas. O grande destaque foi o setor de serviços, com saldo positivo de 353 novas vagas.

3- Serra

Teve saldo de 563 vagas. O destaque positivo foi o setor de construção, com 373 novas vagas de saldo.

4- Aracruz

Teve saldo de 340 novas vagas. O destaque positivo foi a indústria, com 237 novas vagas de saldo.

5- Linhares

Teve saldo de 275 novas vagas. O destaque positivo foi o setor de construção, com 139 novas vagas de saldo.

6- São Mateus

Teve saldo de 102 novas vagas. O destaque positivo foi o setor da indústria, que teve saldo positivo de 103 novas vagas. O município teve saldo negativo nos setores de comércio e construção (-20 e -45, respectivamente).

7- Viana

Teve saldo de 84 novas vagas. O destaque ficou com o setor de serviços, com saldo positivo de 56 novas vagas.

8- Guarapari

saldo de 79 novas vagas. Destaque positivo foi o setor de serviços, com saldo positivo de 60 novas vagas.

9- Jaguaré

Teve saldo de 79 novas vagas. Os destaques foram o setor de serviço e de agropecuária, que tiveram saldo positivo de 32 novas vagas cada um.

10- São Gabriel da Palha

Teve saldo de 78novas vagas. O destaque positivo ficou com o segmento da indústria, que teve saldo positivo de 25 novas vagas.

As áreas de trabalho

1- Serviços

Admissões: 18.311

Desligamentos: 16.267

Saldo: 2.044 empregos

2- Construção

Admissões: 5.402

Desligamentos: 4.211

Saldo: 1.191 novos postos

3- Indústria

Admissões: 6.875

Desligamentos: 5.982

Saldo de vagas : 893 vagas

4- Agropecuária

Admissões: 1.515

Desligamentos: 1.467

Saldo de vagas: 48 empregos

5- Comércio

Admissões: 11.796

Desligamentos: 12.356

Saldo: 560 demissões (motivadas também pela dispensa de profissionais contratados temporariamente para o final do ano)

O que é saldo de empregos?

O saldo de empregos de janeiro foi obtido com base na diferença entre o número de contratações e o número de demissões no mês.

Em todo o Estado, por exemplo, foram 43.899 admissões e 40.283 demissões, resultando em um saldo de 3.616. O total de trabalhadores com carteira assinada no Estado em janeiro foi de 877.944.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: