X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Casagrande diz que Estado tem 90% dos leitos ocupados e convoca reuniões

| 15/03/2021 12:53 h

A ocupação de leitos para pacientes com Covid-19 chegou a 90% nesta segunda-feira (15), segundo o governador Renato Casagrande.

“Faremos hoje diversas reuniões para definir com outros poderes, prefeituras e segmentos as medidas que tomaremos em conjunto. Nossa atenção está voltada exclusivamente para o agravamento da crise”, escreveu o governador nas redes sociais.



Na última atualização feita pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), às 11h45 desta segunda, o Painel Covid apontava a taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em 86,73%.

Em entrevista coletiva na tarde de domingo (14), o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, informou que novos leitos serão abertos ainda neste mês.

“Decidimos manter o critério de 90% de ocupação dos leitos hospitalares como gatilho que determinará medidas mais extremas. Ter 10% de 900 leitos de UTIs livres no Estado é a garantia que não serão decretadas medidas extremas numa situação de colapso. Lockdown é uma medida preventiva, que não compensa ser aplicada quando a situação já está crítica”, disse Nésio.

Também há um edital aberto para a contratação de hospitais privados, com e sem fins lucrativos, para disponibilizar leitos de UTI e de enfermaria para prestação de serviços aos usuários do SUS.

Mapa de Risco

Na sexta (12) o Governo do Estado divulgou o novo Mapa de Risco, que entrou em vigor nesta segunda. São 17 cidades em risco alto para a contaminação pela Covid-19 e 61 no risco moderado.

Os municípios que estão no risco alto são Serra, Vila Velha, Afonso Cláudio, Águia Branca, Aracruz, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Ibatiba, João Neiva, Muqui, Pedro Canário, Piúma, Presidente Kennedy, Santa Teresa e Vila Pavão.

As atividades presenciais envolvendo crianças de 0 a 5 anos serão suspensas a partir de quinta (18) até o dia 4 de abril em todas as cidades capixabas. A informação foi divulgada pela Sesa e pela Secretaria de Estado da Educação (Sedu) na coletiva.

Leito de UTI:  médicos afirmam que podem ocorrer mais casos graves
Leito de UTI: médicos afirmam que podem ocorrer mais casos graves |  Foto: Hélio Filho - governo do Estado/ Divulgação

Também no domingo, o presidente do Sinepe (Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Estado do Espírito Santo), Moacir Lellis, informou que, apesar da preocupação com a qualidade de ensino dos estudantes, o sindicato acata a medida.

"Foi uma decisão muito difícil para o sindicato. Estamos preocupados com o aprendizado das crianças, mas colocamos a vida em primeiro lugar", comentou Lellis.

A diretora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Espírito Santo (Sindiupes), Noemia Simonassi, comentou que o sindicato espera que aulas presenciais em escolas de ensino fundamental e médio também sejam suspensas.

"Concordamos com a suspensão e estamos cobrando o fechamento de todas escolas, não só da educação infantil, mas também de ensino fundamental e médio. Queremos que os estudantes voltem ao ensino remoto até que reduzam os casos de covid-19 no Estado".

Já nos municípios de alto risco para a contaminação pelo coronavírus as aulas presenciais para todas as idades já foram suspensas

Veja as mudanças:

Risco alto

  • Implantação de barreira sanitária, pela autoridade municipal, nos limites do municípios
  • Implantação de barreiras sanitárias nas rodoviárias.
  • Funcionamento de estabelecimentos comerciais, galerias, centros comerciais e shopping centers, de segunda a sexta-feira, limitado ao horário até às 20:00, e, no sábado, até às 16:00.
  • Funcionamento de restaurantes, inclusive os de shopping center, lojas de conveniência e distribuidoras de bebidas alcoólicas, de segunda a sexta-feira, limitado ao horário até às 20:00, e, no sábado, até às 16:00.
  • Suspensão do funcionamento de bares.
  • Proibição do consumo presencial de bebidas alcoólicas em distribuidoras de bebidas e lojas de conveniência.
  • Funcionamento das academias, fica vedada a realização de atividades aeróbicas.
  • Nas academias fica limitado o número de alunos por área do estabelecimento. Já as academias com área igual ou superior a 75 metros quadrados devem respeitar o limite de 5 alunos por horário de agendamento.
  • Restrição do atendimento ao público em todas as agências bancárias, públicas e privadas.
  • Restrição do atendimento ao público no Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor - PROCON estadual.
  • Restrição do atendimento presencial ao público em concessionárias prestadoras de serviço público.
  • Restrição do atendimento dos Centros de Acolhimento e Atenção Integral Sobre Drogas da Secretaria de Estado de Direitos Humanos - SEDH.
  • Suspensão da realização de eventos corporativos, acadêmicos, técnicos e científicos, tais como congresso, simpósio, conferência, palestra, assembleia, workshop, seminário, exposições e feiras.
  • Suspensão da visitação de unidades de conversação ambiental e o funcionamento de todos os parques municipais;
  • Suspensão do funcionamento dos cinemas, teatros, circos e similares, exceto em formato drive-in.
  • Suspensão da realização de eventos sociais, tais como casamentos, aniversários e outros tipos de confraternizações.
  • Suspensão de funcionamento de espaços de lazer e recreação infantil.
  • Suspensão do funcionamento dos parques de diversões e similares.
  • Ficam suspensas as atividades presenciais em todos os estabelecimentos de ensino, da rede pública e privada, com exceção de cursos livres.
  • Trabalhadores, que atuam em atividade administrativa, independente do ramo de atividade, inclusive da administração pública direta e indireta, deverão atuar prioritariamente em trabalho remoto.
  • Podem funcionar sem limite de horário: farmácia, comércio atacadista, distribuidoras de gás de cozinha e água, supermercados, minimercados, hortifrutis, padarias, lojas de produtos alimentícios, lojas de cuidados de animais e insumos agrícolas, distribuidoras de bebidas, postos de combustíveis, borracharias, oficinas de reparação de veículos automotores e bicicletas, estabelecimentos de venda de produtos hospitalares, casas lotéricas e bancos.

Risco moderado

  • Municípios devem editar recomendações quanto ao isolamento social com intervenção local.
  • Monitoramento de casos suspeitos e infectados
  • Suspensão da realização de eventos e atividades com a presença de público, tais como shows, feiras, comícios, passeatas e afins, admitido apenas a realização de eventos corporativos e sociais, que deverão observar o limite de público máximo de 300 pessoas.
  • Funcionamento de bares, restaurantes, inclusive os de shopping centers, lojas de conveniência e distribuidoras de bebidas alcoólicas, de segunda a sábado, até às 22:00 e, no domingo, até às 16:00.
  • Funcionamento de estabelecimentos comerciais com 1 cliente por 10 metros quadrados, obrigatoriedade do uso de máscara para funcionários e clientes, distanciamento social em filas.
  • Nas academias fica vedada a realização de atividades aeróbicas coletivas.
  • Fica limitado o número de alunos por área da academia.

Fonte: Governo do Estado
 

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS