Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Justiça determina fim da paralisação dos ônibus do Transcol

| 08/03/2021 17:18 h | Atualizado em 08/03/2021, 19:58

Terminal de Campo Grande ficou sem ônibus nesta segunda-feira com a paralisação dos motoristas
Terminal de Campo Grande ficou sem ônibus nesta segunda-feira com a paralisação dos motoristas |  Foto: Fábio Nunes/AT
A Justiça do Trabalho acatou um pedido das empresas que operam o Sistema Transcol e determinou a volta dos ônibus na Grande Vitória. Os motoristas estavam com o serviço paralisado desde o início da manhã desta segunda-feira (8), em protesto pela volta dos cobradores. A manifestação afetou 420 mil passageiros.

Em decisão na tarde desta segunda-feira, o desembargador federal do Trabalho, Gerson Fernando da Sylveira Novais, determinou que o Sindicato dos Rodoviários do Espírito Santo (Sindirodoviários-ES) “se abstenha de impedir o acesso regular dos empregados (das empresas) às garagens, bem como qualquer medida que gere obstáculos aos empregados de ingresso nas dependências da sede para exercerem seu trabalho”.

Imagem ilustrativa da imagem Justiça determina fim da paralisação dos ônibus do Transcol
Em caso de descumprimento da liminar, está prevista uma multa de R$ 100 mil por dia.

Em nota, o Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus) disse que a expectativa é de que a decisão seja cumprida e que, aos poucos, todo o sistema volte a operar normalmente.

“Reforçamos que a categoria (dos cobradores) continua afastada, mas recebendo integralmente salários e benefícios. A suspensão da atividade do cobrador no interior dos coletivos é uma orientação da Secretaria de Estado de Mobilidade e Infraestrutura (Semobi) como parte das medidas de enfrentamento ao coronavírus”, informou a GVBus.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS