X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Mortos de queda de avião em SP eram amigos e estavam indo pescar

Acidente aconteceu na manhã desta quinta-feira



Imagem ilustrativa da imagem Mortos de queda de avião em SP eram amigos e estavam indo pescar
Na foto, da esquerda para a direita, Benê Danita e Ricardo Falarini |  Foto: Reprodução/Instagram

Os dois homens que morreram na queda de um avião entre Rio Grande da Serra e Ribeirão Pires, na manhã de quinta-feira (25) iriam passar o feriado prolongado do aniversário de São Paulo pescando. Eles eram amigos e tinham as mesmas profissões.

Benedito Aparecido da Silva, 59, era empresário do ramo farmacêutico, advogado inscrito na subseção Vila Prudente da OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil, seção São Paulo). Ele era o piloto e proprietário do avião que caiu. Conhecido como Benê Danita, ele foi candidato a deputado federal por São Paulo, em 2022, pelo Partido Republicanos. Ele teve 9.651 votos e não foi eleito. Ficou como suplente, segundo dados do TRE (Tribunal Regional Eleitoral).

Ricardo Falarini, 60, era advogado também inscrito na subseção Vila Prudente da OAB-SP e empresário do ramo imobiliário.

Os dois, além de serem amigos e terem as mesmas ocupações, dividiam o mesmo hobby: a pesca. Eles costumavam viajar para pescarem juntos. Os amigos estavam a caminho de Presidente Epitácio, interior de São Paulo, na divisa com o Mato Grosso do Sul, onde pescariam. A aeronave ficaria na cidade de Presidente Venceslau.

"Era para ser somente mais um voo ou uma viagem de pescaria, como tantas outras. Mas desta vez foi diferente, não teve volta e muito menos uma despedida ou um simples até breve. Aqui ficará para sempre a saudades … sei que agora você e o Ricardo estão do outro lado do caminho (inclusive, juízo aí vocês dois). E espero que um dia nossos caminhos se cruzem novamente", traz trecho de mensagem publicada por Aline Tonus, filha de Silva.

Carmen, esposa de Falarini, também publicou uma mensagem de despedida nas redes sociais.

"Que você possa seguir um caminho de luz e que, neste momento, Deus possa confortar o meu coração, ah e por favor não apronte muito com o Bene aí em cima pois vocês dois juntos são impossíveis! Eu te amo e vou te amar pra todo sempre", escreveu.

Os dois serão velados juntos no velório Ossel, em São Caetano, das 19h às 23h, desta sexta-feira (26).

QUEDA DO AVIÃO

O avião de pequeno porte caiu na manhã desta quinta-feira entre as cidades de Rio Grande da Serra e Ribeirão Pires, na Grande São Paulo, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Os bombeiros foram acionados às 10h07. A queda foi em área de mata e de difícil acesso.

A aeronave da fabricante Piper Aircraft, ano 1970, modelo PA-24-260, está registrada no nome do piloto, segundo informações da Anac (Agência Nacional da Aviação Civil). A documentação está em dia, mas o avião não tem permissão para fazer táxi aéreo. Consta que a compra ou transferência do avião foi feita em 27 de março de 2023. A aeronave tem capacidade para seis pessoas, sendo um piloto e cinco passageiros.

Segundo a FAB (Força Aérea Brasileira), investigadores do Seripa 4 (Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), órgão regional do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), foram acionados para fazer a investigação.

Não há prazo para a conclusão da investigação das causas do acidente.

Há duas semanas, após 11 dias de procura, um helicóptero que desapareceu rumo a Ilhabela, no litoral de São Paulo, foi localizado em uma área de mata densa em Paraibuna (SP). As quatro pessoas que estavam a bordo morreram. Mensagens e imagens enviadas antes do acidente por piloto e uma passageira mostram que a aeronave enfrentou forte neblina e fez um pouso antes de desaparecer.

Em dezembro, um avião monomotor caiu em Jaboticabal, no interior de São Paulo. Ao todo, cinco pessoas morreram, segundo o Corpo de Bombeiros da cidade. Entre as vítimas estava uma criança de quatro anos. Chovia fortemente no momento da queda do avião. Vídeos publicados em redes sociais mostraram destroços do avião pegando fogo debaixo de chuva, com moradores e bombeiros ao redor do local.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: