X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Brasil

Homem é preso sob suspeita de matar e arrancar o coração da mulher em SP

Vítima tinha ido à delegacia na segunda-feira após uma briga com o marido, e registrou um boletim de ocorrência


Imagem ilustrativa da imagem Homem é preso sob suspeita de matar e arrancar o coração da mulher em SP
Milena Dantas Bereta Nistarda tinha 53 anos |  Foto: Reprodução/Instagram/@milenadantasn

A dona de casa Milena Dantas Bereta Nistarda, 53, foi morta a facadas, na tarde de segunda-feira (26), em Tupã (a 515 km de São Paulo), quatro horas após registrar um boletim de ocorrência contra o marido. O homem foi preso em flagrante. O caso é investigado como feminicídio.

O corpo da dona de casa foi encontrado no quarto do casal, que morava no bairro Vila Abarca, na cidade do interior de São Paulo. Após o crime, o suspeito arrancou o coração e as vísceras da vítima e os colocou ao lado do corpo.

O homem foi preso pela Polícia Militar ainda no local do crime e confessou o assassinato, segundo a corporação.

Ele passou por audiência de custódia e teve a prisão em flagrante convertida em preventiva (sem prazo) nesta terça (27). Segundo a Polícia Civil, ele ainda não tem advogado.

Milena tinha ido à delegacia por volta das 9h de segunda-feira, após uma briga com o marido, e registrou um boletim de ocorrência de violência psicológica e doméstica.

Segundo a polícia, a mulher não quis ser encaminhada para um abrigo para mulheres vítimas e retornou para casa após o registro.

Por volta das 13h, o suspeito teria ido até à residência do casal e arrombado o portão com o carro.

Na sequência, ele arrombou a porta da cozinha, foi até o quarto onde a vítima havia se trancado, quebrou a porta e, armado com uma faca, matou a mulher. Vizinhos teriam ouvido os gritos de Milena pedindo ajuda e chamaram a polícia.

Ao chegar no imóvel, os policiais encontraram o homem no quintal. Ele tinha manchas de sangue nos braços e no rosto.

"Com a aproximação e entrada tática dos policiais, o autor saiu com as mãos para cima dizendo que teria feito 'merda' e pediu para que os policiais o matarem", diz trecho da ocorrência.

Milena e o suspeito estavam casados havia 29 anos e tinham um filho de 26 anos. A dona de casa também tinha uma filha de 29 anos de um relacionamento anterior.

Segundo relato da vítima à polícia, os filhos teriam se mudado de cidade havia dois meses e, desde então, o marido teria passado a cometer violência psicológica e mantinha a mulher em cárcere privado, inventando desculpas para impedir que ela saísse de casa.

Ele também havia colocado rastreador em seu aparelho celular.

A vítima ainda relatou aos policiais que já foi agredida pelo homem e havia registrado um outro boletim de ocorrência contra o marido há dez anos.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: