Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Plenário

Colunista

Plenário

Lauriete quer convocar Netflix pra explicar filme sobre "Jesus gay"

| 13/12/2019, 13:30 13:30 h | Atualizado em 13/12/2019, 15:39

Imagem ilustrativa da imagem Lauriete quer convocar Netflix pra explicar filme sobre "Jesus gay"

A deputada federal Lauriete Rodrigues assinou requerimento da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara Federal para que representantes da Netflix expliquem, em audiência pública, a exibição do filme “A primeira tentação de Cristo” em que Jesus é representado como homossexual. O requerimento foi apresentado ontem (12) e, além dela, outros cinco deputados assinam o requerimento, que ainda não foi votado.

Na justificativa, o requerimento sinaliza que o filme, que é uma produção do canal “Porta dos Fundos”, tenha violado o artigo 5º da Constituição, que trata da inviolabilidade e liberdade de culto e de crença e ainda o artigo 208 do Código Penal, que prevê punição de detenção de um mês a um ano ou multa para quem “escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso”.

“Para Lauriete, que é de formação evangélica, o filme não é apropriado, principalmente como ‘Especial de Natal’. Ela não é autora, mas assinou o requerimento”, informou a assessoria.

Ao final, o requerimento diz que é uma ofensa retratar Jesus como homossexual e os discípulos como “bêbados”. “No referido filme, Jesus Cristo é retratado como sendo homossexual e os discípulos como bêbados. Nós entendemos que uma obra de arte pode abordar diferentes aspectos a respeito desse período histórico sem fazer nenhum tipo de caricatura ou ofensa à imagem de Jesus. Muitas obras foram criadas nos mais diversos formatos e gêneros que são saudáveis e aceitáveis, entretanto este filme é verdadeira afronta aos mandamentos constitucionais, constitui crime previsto no Código Penal e verdadeira afronta religiosa aos valores cristãos”.

MATÉRIAS RELACIONADAS