search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Assassinato de ex-candidato a vereador pode ter motivação política, diz delegado

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Assassinato de ex-candidato a vereador pode ter motivação política, diz delegado


O assassinato do ex-candidato a vereador Jonas Soprani, 48 anos, morto a tiros no início da noite desta quarta-feira em Linhares, pode ter motivação política.

O delegado Tiago Cavalcante, que acompanha o caso, afirmou que não descarta a possibilidade de que essa possa ser a motivação do crime.

“É muito cedo para dizer, mas o que a gente sabe é que pode ter um viés político de algo que ele se manifestou e que possa ter contrariado alguém, mas precisamos de mais tempo para entender”, disse o delegado Tiago Cavalcante.

Ativista e ex-candidato a vereador é morto a tiros no Estado (Foto: Divulgação)Ativista e ex-candidato a vereador é morto a tiros no Estado (Foto: Divulgação)

Entre as publicações da vítima nas redes sociais, há informações de que Jonas teria protocolado um requerimento no último dia 18 de junho, em um órgão público, solicitando um ofício para saber valores recebidos por um grupo de servidores.

A polícia continua realizando buscas para localizar suspeitos do crimes, mas, até o momento, ninguém foi preso. 

Jonas foi vítima de disparos enquanto estava dentro de um bar, conhecido pelos moradores como “Bar do Seu Paulo”, de acordo com informações da Polícia Militar.

Quando os militares chegaram ao local, a vítima ainda estava consciente e relatou não saber quem atirou contra ele ou se alguém o seguiu até o bar.

A vítima foi socorrida por uma equipe do Samu e foi levado direto para a sala de cirurgia do Hospital Rio Doce, no mesmo município, mas não resistiu aos ferimentos e morreu às 20h40.

Segundo a Polícia Civil, ele foi atingido com cerca de 10 disparos. A morte foi confirmada por um agente da Polícia Civil que esteve no hospital e conversou com os médicos.

Além de Jonas, um homem de 53 anos foi atingido por um disparo no pé, foi socorrido por populares e levado para o Hospital Geral de Linhares. A vítima também não soube informar quem foi o autor dos disparos. Também não esclareceu o que pode ter motivado o crime.

O caso está sendo investigado pela Delegacia Regional de Linhares e, até o momento, ninguém foi preso.