search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Zé Vaqueiro: de vendedor de sorvete a astro do forró

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Entretenimento

Zé Vaqueiro: de vendedor de sorvete a astro do forró


Foi a época da Jenifer ficar na boca da galera! Agora são as Letícias e os mototaxistas que estão com tudo, graças à letra de hit de um novo fenômeno do piseiro, o pernambucano Zé Vaqueiro, de 22 anos.

De origem simples, o cantor conheceu o sucesso durante a pandemia. Mas, antes de estar sob os holofotes, ele trabalhou como vendedor de sorvete e lavador de carro. E chegou até a passar fome durante sua trajetória!

Apesar dos perrengues, o artista, que nasceu José Jacson de Siqueira dos Santos Júnior, nunca desistiu do seu verdadeiro sonho: cantar! Influenciado pela mãe, que também é cantora, começou a soltar a voz até que, finalmente, alcançou os ouvidos dos brasileiros neste verão.

A canção que o levou ao estrelato foi “Letícia”, cujo videoclipe ultrapassa a marca de 198 milhões de visualizações no YouTube. Já o single segue entre as 35 músicas mais tocadas do Spotify Brasil.

Zé Vaqueiro:
Zé Vaqueiro: "Hoje, outras pessoas já falam: 'Zé, faz uma música com meu nome', porque as Letícias ficaram muito conhecidas, né? E os mototaxistas também!” (Foto: Divulgação)

“Eu já comecei na música com o sonho de um dia fazer sucesso, só não sabia quando seria esse dia. Mas coloquei nas mãos de Deus, trabalhei, corri atrás, foquei no que realmente importava para mim, que era o meu trabalho e acertar numa música. Aí, graças a Deus, deu certo, no tempo dele. Não parecia ser impossível, porque nada é impossível para Deus, mas, para a gente, pode parecer”, afirma Zé ao AT2.

Além de “Letícia”, o astro do piseiro já emplacou outro hit de “O Original”, álbum que aparece no topo dos mais ouvidos nas plataformas digitais. Trata-se de “Eu Tenho Medo”, cujo clipe tem 136 milhões de acessos em 4 meses.

Seu mais recente single é “Nunca Foi Amor”, que tem a mesma pegada de sofrência dos outros sucessos, mas traz o som do sax na base. E, na próxima sexta, será lançada “Volta Comigo”, mais uma aposta do forrozeiro, que é casado com Ingra Soares, com quem teve Daniel, nascido em julho.


“Quando é amor, a gente sente!”


AT2 Chega dando continuidade ao sucesso do piseiro em todo o Brasil. Como é para você estar levando esse ritmo do Nordeste para todo País?

Zé Vaqueiro Para mim, é satisfatório demais ver o piseiro crescer e hoje estar contagiando o Brasil inteiro. É uma honra ser mais um que levanta a bandeira do nosso querido piseiro, que todo mundo ama, dança e gosta.

O forró sempre foi o seu ritmo do coração?

Sim, esse sempre foi um ritmo que eu cresci ouvindo. Sempre fui forrozeiro e a minha veia artística veio da minha mãe. Cresci ouvindo e dançando forró, então é um ritmo que eu trago sempre no coração.

Zé Vaqueiro e José Jacson são a mesma pessoa ou o Zé funciona como um personagem?

José Jacson e Zé Vaqueiro são a mesma pessoa no palco e fora dele. A mesma pessoa que está no palco levando diversão é a que fora dele leva diversão também para quem está perto. Não poderia deixar que se tornasse um personagem, porque estaria mentindo para mim e para o meu público, para as pessoas que gostam do meu trabalho. Então, não pode haver essa diferença, tem que ser o mesmo sempre!

“Letícia”, definitivamente, é um dos hits do verão. Como essa música chegou até você? Sempre acreditou nela?

A música “Letícia” chegou para mim no último momento do CD, foi a cereja do bolo do nosso último disco, “O Original”. Assim que a escutei, já veio um negócio diferente, porque ela é uma música muito natural: Letícia, mototaxista, tatuagem... Enfim, era uma música muito boa. Porém, eu não achava que ela seria essa explosão que está sendo. Mas eu sempre acreditei nela quanto nas outras do CD.

O que as Letícias têm achado da repercussão da música?

No começo, algumas vieram reclamar, porque muita gente estava brincando com elas. (Risos) Porém, hoje, outras pessoas já falam: “Zé, faz uma música com meu nome”, porque as Letícias ficaram muito conhecidas, né? E os mototaxistas também! (Risos)

2020 foi um ano difícil por conta da pandemia, mas você atingiu o sucesso e tornou-se pai! Como é assumir esse papel no meio dessa loucura toda da fama?

É, 2020 não foi um ano tão bom. Mas, desde o dia em que meu filho nasceu, ele veio trazendo muitas bênçãos. E, assim, tornar-se pai neste momento só faz a gente ter mais maturidade, sabedoria e pensar que hoje a gente tem alguém que vai se espelhar na gente, que vai ver suas atitudes. O nascimento dele, para mim, foi muito importante. Sempre sonhei em ser pai. Realizar esse sonho aos 22 anos está sendo maravilhoso.

Acaba de lançar o single “Nunca Foi Amor”, que tem a mesma pegada de sofrência das outras músicas que estouraram. Se “Nunca Foi Amor”, o melhor é aceitar e seguir a vida mesmo?

Sim, sim! Não adianta insistir, não. É melhor seguir a vida mesmo, seguir em frente, porque a vida não para não. Tem sempre alguém novo, oportunidades, coisas novas. E, quando é amor, a gente sente!

Depois desse sucesso todo, com a música “Letícia” encerrando 2020 em primeiro lugar entre os vídeos de música do YouTube, o que prepara para 2021?

2021 será um ano maravilhoso também. E, creio eu, virá para agregar ainda mais na minha carreira. Vamos investir em novas parcerias para levar o nosso nome para outros lugares, outros gêneros. Tenho fé que será mais um ano em que vocês verão meu rosto por muitas vezes.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados