search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

WhatsApp adia mudança na política de privacidade após protestos

Notícias

Publicidade | Anuncie

Ciência e Tecnologia

WhatsApp adia mudança na política de privacidade após protestos


Whatsapp (Foto: Pixabay)
Whatsapp (Foto: Pixabay)

O WhatsApp adiou a polêmica atualização de sua política de privacidade após a reação de usuários sobre como iria compartilhar dados com o Facebook. A empresa de Mark Zuckerberg é dona do aplicativo de mensagens.

O prazo para aceitar as alterações se encerraria em 8 de fevereiro. O aplicativo, que tem 2 bilhões de usuários em todo o mundo, adiou o prazo para 15 de maio.

No Brasil, o Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) estuda medidas judiciais e administrativas para garantir que usuários que não concordem com a política de privacidade do WhatsApp possam permanecer no aplicativo.

Desde que o WhatsApp anunciou, no início do mês, mudanças em seus termos de uso, consultorias especializadas passaram a ver uma migração de usuários para aplicativos rivais de mensagens instantâneas, com Telegram e Signal.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados