search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Você se ama de verdade? Teste suas respostas

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Entretenimento

Você se ama de verdade? Teste suas respostas


Quais são os sinais do verdadeiro amor-próprio? Ao contrário do que muitos pensam, comportamentos que demonstram muita valorização pessoal podem revelar uma falsa autoestima.

Publicar fotos apenas em busca de curtidas nas redes sociais, gastar muito dinheiro só para ostentar roupas caras e se sentir superior aos outros em todos os momentos nem sempre significam que a pessoa realmente se ama. Segundo especialistas, esses são comportamentos que mascaram a falta de amor por si mesmo.

A psicóloga Débora Monteiro Coelho explica que, geralmente, essas atitudes são demonstrações de insegurança. E essas pessoas se comportam assim porque dependem da aprovação dos outros, mesmo inconscientemente. Porém, quem está bem consigo mesmo se comporta de forma bem diferente.

“Quem se ama não precisa mostrar o tempo todo como está bem e feliz. Já age naturalmente assim, tem autoconfiança, é sociável, positiva, sabe se perdoar e consegue vibrar com as próprias vitórias”, exemplifica.

Para a escritora e filósofa Patrícia Cândido, que acaba de lançar o livro “Manifesto da Autoestima”, quem mais cai nos desafios do verdadeiro amor-próprio são as mulheres, que costumam buscar perfeição em todos os sentidos. “Nós idealizamos algo que não existe na prática”.

Segundo a psicóloga Mariana Monteiro Maciel, os homens também sofrem com isso, mas de forma diferente da ala feminina. “Em geral, essa autoestima dos homens está mais ligada à força, ao controle e ao sucesso no que fazem. É como aquela velha frase: 'homem não chora'”, diz.

A pedido do AT2, as psicólogas Débora Monteiro Coelho e Mariana Maciel criaram um teste que pode sinalizar em que grau está sua valorização pessoal.


“Uma reviravolta”

Há alguns anos, a profissional de beleza Roberta Kelly Ramos, 39, teve problemas com sua autoestima por estar acima do peso. “Disse para mim mesma: vou cuidar de mim! Comecei a malhar, fiz bariátrica, dieta. Emagreci 60 quilos. Foi uma reviravolta na minha vida”, revela.

Para manter seu amor-próprio sempre em alta, ela conta que, todos os dias, começa sua rotina com pensamentos positivos, que ela chama de “chave para atrair coisas boas”.

“Ao levantar e me olhar no espelho, fico impressionada com o tamanho do amor que tenho por mim mesma. Eu me olho no espelho e tenho um enorme orgulho de mim. Não é pretensão. Eu sei dos meus defeitos, mas me amo, me aceito e sou feliz do jeito que eu sou”, afirma.

Roberta Kelly Ramos, de 39 anos (Foto: Dayana Souza / AT)
Roberta Kelly Ramos, de 39 anos (Foto: Dayana Souza / AT)



TESTE
Como anda seu amor-próprio?


1 - Quando recebe um elogio, você:

A) Se sente muito feliz e prontamente agradece.
B) Se sente sem graça e sem saber o que fazer.
C) Se sente muito mal e pensa que foi por pura educação.

2 - Ao provar uma roupa nova, você:

A) Se sente muito bonito(a) e não consegue parar de admirar sua imagem no espelho.
B) Se sente desconfortável e sem graça.
C) Se sente muito mal e infeliz com a própria imagem.

3 - Quando alguém pede para tirar uma foto com você:

A) Aceita prontamente, afinal adora tirar fotos.
B) Aceita, mas se sente desconfortável.
C) Recusa na mesma hora, porque odeia tirar fotos e nunca acha que sai bem nelas.

4 - Você está na companhia de amigos próximos e todos estão comentando sobre seus sucessos profissionais. você:

A) Consegue falar sobre seu sucesso sem problemas e demonstrar sua alegria.
B) Fala de sua vida profissional sem dar maiores detalhes e se sente sem graça e envergonhado(a).
C) Não consegue falar de sua vida profissional e se sente inferior a outras pessoas e seus sucessos.

5 - Você tem um importante compromisso de trabalho. Antes dele, você:

A) Se sente calmo (a) e confiante de que fará um bom trabalho.
B) Fica um pouco apreensivo(a) e nervoso(a), mas sabe o valor de seu trabalho e sua competência.
C) Se sente extremamente nervoso (a) e não acha que é capaz de comparecer a esse compromisso.

Fonte: Psicólogas Mariana Monteiro Maciel e Débora Montero Coelho.


Respostas

Maioria A
Meus parabéns! Você é uma pessoa confiante em seu valor e amor-próprio. Apenas tome cuidado para que essa confiança não seja confundida com soberba.

Maioria B
Tome cuidado! Você ainda não chega a ter uma baixa autoestima, mas é necessário se observar e reconhecer suas qualidades e seus valores.

Maioria C
Sinal vermelho! Melhore a autoestima e aprenda a se amar e acreditar em si. Enxergue suas qualidades e trabalhe seus defeitos. Assim, se fortalecerá.



Vendedora Pricilla Abdalla, 31 (Foto: Acervo Pessoal)
Vendedora Pricilla Abdalla, 31 (Foto: Acervo Pessoal)
“Olhar para dentro”

A vendedora Pricilla Abdalla, 31, lembra que, por várias vezes, teve problemas com sua autoestima. Mas conseguiu dar a volta por cima. “Quando vi que isso estava me fazendo mal, eu ergui a cabeça e comecei a me olhar com outros olhos. Vi que eu era muito mais linda do que via apenas no espelho”, salienta.

Para se manter bem, ela aprendeu a cuidar do corpo e da mente, e isso a ajudou a aumentar seu amor-próprio.

“Para a gente se amar, não precisa estar com o corpo padrão que a sociedade impõe. Temos que olhar para dentro de nós e vermos o quanto somos fortes”, destaca.


Alegria

O motorista Tiago Marinato Biancardi, 32, observa que nunca foi vítima da baixa autoestima. E o segredo de seu amor-próprio está em se manter alegre, deixando os problemas de lado.

“Eu vivo o hoje, porque o amanhã a Deus pertence. Para me manter bem, eu ligo para minha família e minha namorada assim que acordo. E, nos meus horários vagos, procuro fazer alguma atividade física”, diz.

Motorista Tiago Marinato Biancardi, 32 (Foto: Acervo Pessoal)
Motorista Tiago Marinato Biancardi, 32 (Foto: Acervo Pessoal)


Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados