search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Você sabe o que é ciclorrota? Vitória vai ter 11km dessas pistas

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Você sabe o que é ciclorrota? Vitória vai ter 11km dessas pistas


Rua Antonio Basílio, em Jardim da Penha, ganhou sinalização de ciclorrota e de velocidade máxima de 30 km/h (Foto: Dayana Souza / AT)
Rua Antonio Basílio, em Jardim da Penha, ganhou sinalização de ciclorrota e de velocidade máxima de 30 km/h (Foto: Dayana Souza / AT)

O município de Vitória vai ganhar mais seis quilômetros de ciclorrota até o fim do ano, totalizando 11 km deste tipo de via na capital. A ciclorrota consiste na destinação de uma rua inteira para bicicletas, mas com uso compartilhado com os carros.

Diferente do modelo de ciclovia ou de ciclofaixa, na ciclorrota o ciclista pode transitar na frente do carro, ou seja, no meio da pista mesmo, sempre tendo a prioridade. Para que isso seja feito de forma segura, a velocidade máxima da via é reduzida para 30 km/h.

Até agora, ruas e avenidas de três bairros já receberam esse tipo de pista: Goiabeiras, Jardim Camburi e Jardim da Penha. A rota tem como objetivo passar por dentro dos bairros para fazer a ligação entre dois locais que já possuem ciclovia.

As próximas ciclorrotas serão instaladas em bairros que margeiam a Avenida Vitória, onde uma ciclovia está sendo construída. Serão três ruas: Carlos Moreira Lima, em Bento Ferreira; Maria de Lurdes Garcia, na Ilha de Santa Maria; e Dom Bosco, no Forte São João.

Secretária de Transportes de Vitória, Ana Elisa Nahas explica: “A ideia é criar essas vias para que o ciclista possa sair de dentro do bairro para pegar ciclovias maiores” (Foto: Beto Morais / AT)
Secretária de Transportes de Vitória, Ana Elisa Nahas explica: “A ideia é criar essas vias para que o ciclista possa sair de dentro do bairro para pegar ciclovias maiores” (Foto: Beto Morais / AT)
“As três fazem com que o ciclista possa sair da ciclovia da Avenida Beira-Mar e ir para a ciclovia da Avenida Vitória em segurança. Quando a Avenida Vitória ficar pronta (a previsão é outubro), as ciclorrotas já estarão instaladas”, afirmou a secretária de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana de Vitória, Ana Elisa Nahas Amorim Pimentel.

No planejamento da prefeitura de Vitória, após Bento Ferreira, Ilha de Santa Maria e Forte São João, o próximo bairro a receber a ciclorrota é Nova Palestina ou Redenção, na Grande São Pedro. Também vão receber ruas como essas os bairros Mata da Praia, Bairro República, Praia do Canto e Itararé. Com isso, todas as regiões de Vitória serão contempladas.

“Como não é possível criar ciclovia em toda a cidade, a ideia é criar essas vias para que o ciclista possa sair de dentro do bairro para pegar ciclovias maiores. Com isso, é possível ligar as rotas de bicicleta”, ressaltou a secretária.

Nas vias onde a ciclorrota é instalada, sinalizações são feitas para que o motorista saiba que está passando por uma. Além de placas indicando a velocidade máxima de 30km/h, o asfalto é pintado com faixas e desenhos de bicicletas. Esse tipo de via é permitido pelo Código de Trânsito Brasileiro, já sendo comum em outras cidades do País, como São Paulo.

 (Foto: Reprodução / Jornal A Tribuna)
(Foto: Reprodução / Jornal A Tribuna)

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados