search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Vendas do Dia dos Pais deram otimismo aos comerciantes e lojas renovam estoque

Notícias

Publicidade | Anuncie

Economia

Vendas do Dia dos Pais deram otimismo aos comerciantes e lojas renovam estoque


Movimento em shopping: reação no consumo após liberação para abrir (Foto: Leone Iglesias — 06/08/2020)
Movimento em shopping: reação no consumo após liberação para abrir (Foto: Leone Iglesias — 06/08/2020)

O fim do esquema de rodízio no comércio aqueceu as vendas nas últimas semanas na Grande Vitória, sobretudo durante o período que antecedeu a comemoração do Dia dos Pais.

A avaliação é de empresários e lojistas. Eles, inclusive, estão até renovando estoques de produtos para atender a demanda dos clientes durante os próximos meses.

“Estamos renovando os estoques das lojas, mas não no nível que esperávamos no início do ano. Acredito que 90% das lojas estão com as compras de fim de ano finalizadas”, calculou Cesar Saade Junior, presidente da Associação Comercial da Praia do Canto.

Já José Lino Sepulcri, presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Espírito Santo (Fecomércio-ES) relata a recepção positiva dos empresários com os resultados dos últimos dias. “O que eu senti foi a volta do otimismo com o retorno das vendas”, comemorou ele.

Cláudio Sipolatti, empresário e presidente do Sindicato dos Lojistas de Vitória, analisa que o bom resultado das vendas tem sido impulsionado também por um outro fator: o auxílio emergencial.

“Esse incremento do governo federal tem nos dado muita ajuda. O auxílio tem sido fundamental para que as atividades estejam fortes e nós consigamos evitar demissões”, explicou.

Outra expectativa positiva dos empresários é com a decisão do governo do Estado de liberar o comércio funcionando aos sábados.

A decisão aconteceu na última quinta-feira, dia 6 de agosto, e engloba as cidades que estão no risco baixo ou moderado em relação à transmissão do novo coronavírus.
“Essa flexibilização vai nos ajudar muito porque a grande parte dos clientes, que só tinham o sábado livre, agora vão poder ir às compras”, complementou Sipolatti.

Contudo, as notícias positivas não são apenas para os comerciantes. Os consumidores também vão poder se dar bem com esse novo momento e poupar dinheiro.

“Nesse período de restauro da economia, até que ela engrene daqui a 30 ou 40 dias, acredito, podemos ter um período de promoções e até condições facilitadas de pagamento”, adiantou José Lino.

Cesar Saade faz a mesma projeção do presidente da Fecomércio-ES. “Promoção, agora, apenas quando os lojistas receberem a nova coleção. Historicamente, há promoções em setembro e outubro, e em novembro há a Black Friday”, concluiu.

Faltam geladeiras e móveis

A pandemia do novo coronavírus fez com que alguns empresários tivessem dificuldades para repor produtos em seus estoques. Um exemplo é o caso de geladeiras e toda a linha de móveis de madeira.

“A situação desses produtos, como refrigeradores, sofás, armários e guarda-roupas, está mais dramáticas”, relata Cláudio Sipolatti, empresário e presidente do Sindicato dos Lojistas de Vitória.

Outros produtos, como televisores, podem não ser encontrados nas lojas por alguns consumidores.

“Nós trabalhávamos com um nível de estoque e hoje estamos com ele reduzido. Isso pode provocar que o consumidor não ache o produto que ele quer especificamente. Às vezes não há o portefólio completo. Isso é um problema nacional”, reforça.

O motivo para esse desabastecimento é a incerteza que alguns setores têm sobre o futuro. “Estamos trabalhando, mas compreendemos que a indústria não está trabalhando no seu pico máximo”, afirma Sipolatti.

“A indústria tem a sua cautela. Não temos segurança de que essas vendas aquecidas de agora vão continuar no futuro”, continua.

Mas há também boas novas. “Saiu a informação de algumas indústrias do polo moveleiro de Linhares estão fazendo contratações. É uma boa notícia. Começamos a ter empregos”, conclui.

Dia dos Pais com roupas e sapatos

O comércio pôde comemorar com as vendas durante o período do Dia dos Pais. É o que afirma a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Espírito Santo (Fecomércio-ES).

“O segmento que superou as expectativas foi a de confecções e calçados. Na grande maioria das lojas, os resultados quantitativos foram superiores ao ano passado”, diz José Lino Sepulcri, presidente da Fecomércio.

As vendas de eletrodomésticos e outros produtos também surpreenderam. “As vendas foram equivalentes ao ano passado”, complementou Sepulcri.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados