search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Um favorito e três apostas
Papo do Dias
Flávio Dias

Flávio Dias


Um favorito e três apostas

A temporada começa neste sábado (18) e as expectativas são as mesmas do fim do ano passado. Ou seja: Flamengo muito favorito em todas as competições que for disputar. E Vasco, Fluminense e Botafogo mais apreensivos do que esperançosos.

O abismo financeiro entre os clubes tornou-se também um abismo técnico, já que o Fla é o único com capacidade de fazer contratações de impacto. Aos outros três, resta fazer apostas.

Vamos, então, ao que interessa. Alguém pode tirar do Fla o 36º título carioca?

---

Flamengo (35 títulos)

Pedro Rocha é um dos ótimos reforços do Fla para a temporada (Foto: Paula Reis/Flamengo)
Pedro Rocha é um dos ótimos reforços do Fla para a temporada (Foto: Paula Reis/Flamengo)
Maior vencedor do Campeonato Carioca, o Fla levou três dos últimos seis títulos disputados (2019, 2017 e 2014). E se foi dominante no segundo semestre do ano passado, a partir da chegada do técnico português Jorge Jesus, tem tudo para repetir a cena em 2020.

Além de não perder nenhum titular, conseguiu ótimos reforços. Talvez prevendo a saída de alguns jogadores no meio do ano. Mas, ainda assim, melhorou demais o elenco.

Pedro Rocha, Gustavo Henrique, Michael, Pedro e Thiago Maia seriam titulares em TODOS os times da Série A do Brasileirão. No Fla, não. Talvez o Pedro, com Bruno Henrique e Gabigol abertos pelos lados. Mas quem sairia do time? Éverton Ribeiro ou Arrascaeta? Enfim, Jorge Jesus não pode reclamar...

---

Fluminense (31 títulos)

Hudson chega como titular ao Fluminense (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)
Hudson chega como titular ao Fluminense (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)
No papel, o Flu envelheceu o time em relação ao ano passado. Egídio, Henrique e Hudson são contratações para a equipe titular. E levam bastante experiência e currículos vitoriosos para o elenco. Mas será suficiente?

O Flu perdeu dois titulares: Caio Henrique e Alan. Egídio e Hudson são os substitutos. Na frente, Pedro já havia saído em agosto do ano passado e João Pedro, que se apresentou ao Watford, terminou a temporada no banco. “Sobrou” Evanilson, que fez os dois gols na vitória sobre o Corinthians na última rodada do Brasileirão e deixou boa impressão.

Só que Evanilson é uma aposta. Como também são os outros reforços tricolores: o peruano Fernando Pacheco, o uruguaio Michel Araujo, e Caio Paulista, Felippe Cardoso e Yago Felipe.

Não dá para, de cara, empolgar. O Flu vai depender muito do que o técnico Odair Hellman, outra novidade do clube, vai conseguir preparar.

---

Vasco (24 títulos)

Abel Braga e Germán Cano são as novidades do Vasco até agora (Foto: Carlos Gregório Jr./Vasco)
Abel Braga e Germán Cano são as novidades do Vasco até agora (Foto: Carlos Gregório Jr./Vasco)
Quando se fala mais do que acontece fora de campo, no caso, as dívidas e salários atrasados, do que de bola, alguma coisa está errada.

O Vasco terminou 2019 abraçado pela torcida, que deu uma demonstração linda de amor ao clube ao levá-lo à liderança do ranking de sócio-torcedor. Mas parou aí.

Luxemburgo foi embora e Abel Braga chegou. E chegou mal. Em duas entrevistas catastróficas, brincou que recebeu promessa de receber salário com atraso e, depois, disse que ligou para jogadores e ouviu deles que não querem jogar no Vasco.

O único reforço dentro das quatro linhas é Germán Cano, que chega com fama de artilheiro. Mas, sinceramente, é desconhecido.

Abel, como sempre, vai usar seu trabalho emocional para fazer o Vasco chegar a algum lugar. Mas essa tática não funcionou nos dois últimos trabalhos do treinador (Flamengo e Cruzeiro).

Campeão carioca em 2015 e 2016, o time continua com problemas na criação das jogadas, pois não tem um meia confiável.

---

Botafogo (21)

Bruno Nazário, ex-Athletico/PR, é o principal reforço do Botafogo (Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Bruno Nazário, ex-Athletico/PR, é o principal reforço do Botafogo (Foto: Vitor Silva/Botafogo)
Jogo-treino é jogo-treino e jogo é jogo. Adaptando o ditado, o Botafogo perdeu para o Estrela por 1 a 0 no jogo-treino da sexta-feira (17) na pré-temporada em Domingos Martins. O técnico Alberto Valentim minimizou o resultado, como esperado. Mas, cá para nós, o botafoguense tem de ficar preocupado, sim.

Dos contratados, Bruno Nazário, reserva do Athletico/PR, é o principal nome. O peruano Lecaros, a maior aposta.

O time, aparentemente, é mais fraco do que o da temporada passada. A saída do zagueiro Gabriel, que voltou para o Atlético/MG, não foi reposta. Valentim, contestado em 2019, ficou. Em meio ao processo de transição para clube-empresa, o Botafogo parece que deixou a formação do time para depois. Risco...


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados