search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Ufes decide nesta sexta sobre aula online

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Ufes decide nesta sexta sobre aula online


Sede da reitoria (Foto: Kadidja Fernandes - 01/03/2020)
Sede da reitoria (Foto: Kadidja Fernandes - 01/03/2020)

A discussão sobre o retorno das atividades de ensino da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) ficou para acontecer em nova reunião na tarde desta sexta-feira (14).

Representantes do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) se reuniram nesta quinta-feira (12) para decidir sobre a criação e a regulamentação do modelo de ensino-aprendizagem remoto temporário e emergencial (Earte), o calendário para o semestre especial e a flexibilização das normas acadêmicas.

Não foi possível, no entanto, apreciar todos os pontos de pauta previstos. As propostas de resolução que regulamentam os temas já foram aprovadas nas câmaras de Graduação e de Pós-Graduação.

Caso a proposta de criação do Earte seja aprovada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, a Ufes informou que será definido quando terá início a fase 1 proposta no Plano de Contingência.

Essa fase prevê a implementação do ensino remoto emergencial para estudantes de graduação e de pós-graduação da universidade, acompanhado de inclusão digital para que todos possam ter acesso às atividades.

Nessa etapa, a minuta de resolução aprovada na Câmara Central de Graduação propõe a flexibilização da oferta de disciplinas e a continuidade de uma política de capacitação docente em ferramentas de ensino remoto.

Prevê também excluir da oferta as disciplinas laboratoriais, os estágios (exceto os das áreas da saúde) e as aulas de campo que não puderem ser realizadas adequadamente em modo remoto.

Princípio de confusão

Durante a reunião dessa quinta (12), houve um princípio de confusão. Estudantes chegaram a compartilhar nas redes sociais que a polícia estava proibindo estudantes, técnicos administrativos e professores de subirem o prédio da reitoria para acompanharem a sessão do Cepe.

Já a Administração Central da Ufes esclareceu que, desde a suspensão das atividades presenciais, as sessões dos Conselhos Superiores da Universidade estão sendo realizadas de forma on-line, como medida de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus, bem como o prédio da reitoria tem sido mantido fechado, uma vez que apenas poucos servidores, de forma esporádica, têm trabalhado no local.

Entretanto, na tarde de quinta (12) foi permitido aos representantes da Adufes, do Sintufes e do DCE o acesso ao térreo do prédio, mas não foi permitido que subissem até o 3º andar, onde está localizada a Sala da Sessões, cuja estrutura tecnológica é utilizada para a realização das reuniões remotas.

Ifes

O Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) informou, também nesta quinta-feira (12), que trabalha na regulamentação de diretrizes para encerrar o primeiro semestre de 2020, ainda que com pendências, e dar início ao segundo semestre. Com isso, o Instituto começará o planejamento do calendário para a finalização do 2º semestre.
 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados