search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Ufes decide começar aulas online a partir de setembro

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Ufes decide começar aulas online a partir de setembro


Ufes dá orientações sobre coronavírus (Foto: Thiago Coutinho/AT)
Ufes dá orientações sobre coronavírus (Foto: Thiago Coutinho/AT)

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) decidiu implantar o ensino a distância, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a partir do dia 9 de setembro. A decisão foi tomada na noite desta sexta-feira (14), 150 dias após a suspensão das aulas presenciais, mesmo com o ensino remoto liberado desde março.

O chamado Ensino-Aprendizagem Remoto Temporário e Emergencial (Earte) foi aprovado em reunião que durou seis horas no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe). A reunião, no entanto, foi suspensa e só será retomada na próxima segunda-feira (17) para a aprovação da proposta final.

As aulas a distância serão ofertadas para os alunos da graduação e pós-graduação em um período letivo especial a partir de setembro e vão até o dia 15 de dezembro. Segundo o cronograma proposto, o período de matrícula para esse semestre especial será aberto na segunda quinzena deste mês.

A proposta também diz que o retorno das aulas presenciais será anunciado com antecedência mínima de 15 dias.

Aulas suspensas em março

As aulas da Ufes estão suspensas para mais de 24 mil alunos desde o dia 17 de março, quando o Brasil registrou sua primeira morte pelo novo coronavírus. No dia seguinte, o Ministério da Educação (MEC) autorizou em caráter excepcional a realização de aulas remotas por todas universidades, mas sem anunciar nenhum apoio operacional para isso.

Em abril, o reitor da Ufes, Paulo Sérgio de Paula Vargas, descartou a possibilidade de realizar aulas online em entrevista ao jornal A Tribuna.

“Está descartado no momento. Não temos meios para viabilizar isso de maneira adequada. Além disso, boa parte dos alunos teria dificuldade por conta da vulnerabilidade. Nem todos têm recursos e acesso à internet", disse o reitor, na época.

No entanto, uma pesquisa realizada em maio pela própria universidade apontou que 96% dos alunos e 99% dos professores têm acesso à internet em casa. Desses, 73% responderam que moram em locais com condições necessárias para participar de aulas online.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados