search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Taxa de transmissão do coronavírus tem nova queda no Estado

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Taxa de transmissão do coronavírus tem nova queda no Estado


O subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin. (Foto: Beto Morais/AT)
O subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin. (Foto: Beto Morais/AT)

O subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin, afirmou que a taxa de transmissão do novo coronavírus (Covid-19) - que contabiliza o número de infectados por alguém que estava contaminado com a doença - caiu para 0,34, no Espírito Santo. Ou seja, atualmente, são necessárias três pessoas doentes, para contaminar uma.

"A gente lembra que nossa taxa era a cima de 1 e isso, então, era preponderante para que a pandemia crescesse entre nós", destacou Reblin, durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira (14).

O subsecretário ainda explica que, quando esse número fica abaixo de um, significa que a pandemia começa a reduzir.

Segundo Luiz Carlos Reblin, no interior do Estado, a taxa é de 0,60. Enquanto na Grande Vitória o número é de 0,27, menor do que nas demais regiões capixabas.

Fim de convênio com rede particular

Ainda na coletiva, Nésio Fernandes afirmou que o Estado já está cancelando convênios com hospitais da rede particular, após uma queda no número de transmissão, casos graves e óbitos.

Segundo o secretário, de um total de 1500 leitos disponíveis para Covid-19, apenas mil estão sendo utilizados.

"Grande parte desses leitos já foram convertidos para atender pacientes que não tem Covid e a outra parte se refere a leitos que nós deixamos de comprar da iniciativa privada. Como eu disse na última coletiva, nós estamos reincidindo os contratos com alguns hospitais privados, que contratualizaram com o ES a oferta de leitos de UTI e Enfermaria para atender pacientes respiratórios com suspeita de covid", explicou Nésio Fernandes.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados