search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Sucesso aos 14 anos com “Pandemia de Amor”

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Entretenimento

Sucesso aos 14 anos com “Pandemia de Amor”


Giulia Levita (Foto: Divulgação)
Giulia Levita (Foto: Divulgação)

A pandemia mexeu com a vida de Giulia Levita, assim como com a de muitas meninas. Mas a baiana de Salvador, que já morou em seis países diferentes em seus 14 anos de idade, escolheu transformar o isolamento em música. Uma verdadeira “Pandemia de Amor”.

Esse é o título da canção que Giulia escreveu em sua casa, logo pela manhã, após um sonho. “Eu digo que sonhei essa música, essa história. Quando eu acordei, escrevi no meu caderno e sentei ao piano. Na mesma hora, começaram a vir os acordes e tudo foi fluindo. Tudo foi muito mágico”, relata ela, que está em Miami, onde atualmente mora.

E por que uma “pandemia de amor”? “Desde o começo da quarentena, eu vi o cenário que estava se formando. E eu sabia que a gente precisaria se unir para ficar bem, para vencer essa pandemia. Precisávamos ficar bem unidos. E espalhar amor”, explica ao AT2.

Ajuda
Aproveitando também para ajudar quem precisa neste momento, a ex-The Voice Kids convidou artistas como Margareth Menezes, Alexandre Peixe, Adelmo Casé, Aroldo Macedo e Joatan Nascimento para um clipe da canção, feito em seu aniversário virtual, em junho. O dinheiro arrecadado vai para a ONG Obras Sociais Irmã Dulce, de Salvador.


Giulia Levita | Cantora e compositora
“Mesmo separados, estamos unidos”


AT2: Diz na sua música que é preciso amor para superar a pandemia. Essa é a receita?
Giulia Levita: Eu acho que a gente precisa estar muito unido e ter muito amor. Esse é um momento em que precisamos ficar em casa, não só por nós mesmos, mas, também, pelas outras pessoas. Tenho visto pessoas se oferecendo para fazer compras pelos vizinhos que não podem sair de casa e acho isso muito legal. É um momento em que temos que pensar no bem-estar de todo mundo.

Convidou outros artistas, como Margareth Menezes, para cantar essa música. Por quê?
A primeira coisa que veio na minha cabeça foi que eu deveria fazer algo para ajudar quem precisa. Então, pensei em arrecadar fundos para as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid). Chamei vários artistas e todo mundo topou, cada um gravou da sua casa. E a música virou um samba, que eu amei. Mostra que, mesmo separados, estamos unidos.

Do que tem sentido falta?
Dos meus amigos da escola. Eu queria muito ir para a escola, encontrar todos eles. Sinto falta também da liberdade. Mas é preciso ficar em casa, temos que ficar este tempo em isolamento para que todos possam se curar e para que todos fiquem bem.

Quem está te ajudando nos momentos difíceis?
A família. Acho que, se eu fosse mais velha, já morasse sozinha, eu ficaria meio louca. Porque a minha família é que tem me ajudado a ficar bem. Eu digo sempre que os meus irmãos me enchem o saco, mas nos amamos demais. Tem briga quase todos os dias, mas é uma briga boa, sabe? (Risos)

Participou do “The Voice Kids”, já foi elogiada por Alejandro Sanz... Quando percebeu que queria ser cantora?
Desde pequena. Eu dançava na sala de casa, imitava a Ivete (Sangalo), a Shakira, tudo na frente da televisão. Então, quando eu ia fazer cinco anos, o meu pai me colocou na aula de piano. E foi super legal, eu adorei. Meu pai diz que o piano é um instrumento muito completo e que aprendê-lo seria bom para mim. E ele tinha razão, eu me apaixonei pelo piano.

É um caminho fácil?
Acho que nada é fácil na vida. Tudo precisa de determinação, de paixão. Você tem que gostar muito do que faz, se esforçar sempre e também ter um pouco de sorte. Porque tem muita gente no meio musical que é muito talentosa, mas não consegue. Então, um pouco de sorte também é bom. E tem que ser feliz fazendo o que você faz.

Já morou em seis países. Agora está nos Estados Unidos. Como é isso para você?
Eu acho que é muito legal. Eu tenho muita sorte de ter essa oportunidade de conhecer tantos países, porque acho que isso me trouxe muito em termos de cultura. Eu amo aprender.

Quais são os seus sonhos?
Eu não sei. Não é um grande sonho. Eu tenho vários minissonhos, coisas que eu quero realizar. Eu quero ficar conhecida pela minha música, minhas letras, meu talento. Tenho muitos sonhos... (Risos)


Letra da música 


“Pandemia de Amor”

Jamais imaginamos estarmos nessa situação
No mundo inteiro
Ao mesmo tempo
Estamos acostumados a viver os nossos próprios desafios
mas agora isso envolve a todos
De todas as idades
E também religiões
De todos os tamanhos
E todas as gerações
Todos na mesma situação
Uma só maneira de vencê-la
Sem carinho
Sem abraços
Esqueçam os beijos
Nenhum contato
Temos que nos proteger
Vamos criar uma nova pandemia: de amor
Não é por um 
E sim por todos
Falando sério
Não é um jogo
Fique em casa
Fique em casa
Está nas nossas mãos
O mundo nos implora
Que o ajudemos
E dele cuidemos
Sem carinho
Sem abraços
Esqueçam os beijos
Nenhum contato
Vamos criar uma nova pandemia: de amor
Não é por um
E sim por todos
Não é um jogo
Eu te imploro
Fique em casa
Fique em casa
Vamos mostrar
ao mundo
Como podemos juntos
Mesmo distante
Ser tão fortes
E vencer essa luta
Fique em casa
É por amor
É por amor
É por amor
Por mim, por ti
Por todos nós
Por toda a humanidade
Fique em casa
Não geremos mais sofrer
(Por mim, por ti, por todos nós)
Fique em casa
(É por amor)
Fique em casa
(Fique em casa)


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados