search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Sistema da Via Expressa na ponte deixa de funcionar

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Sistema da Via Expressa na ponte deixa de funcionar


O antigo sistema de cobrança automática nos pedágios da Terceira Ponte e da Rodovia do Sol deixou de funcionar hoje. Desde a zero hora, o sistema Via Expressa, da concessionária Rodosol, não está mais operando nas vias.

Pedágio da 3ª Ponte: mudanças (Foto: Antonio Moreira/at)Pedágio da 3ª Ponte: mudanças (Foto: Antonio Moreira/at)

A partir de agora, só poderão utilizar as pistas automáticas de cobrança aqueles que fizeram a transferência para as outras empresas que passaram a operar o serviço.

Ainda é possível fazer a migração para os novos sistemas, nos sites das empresas. São elas: Sem Parar, Green Pass, ConectCar, Veloe e Move Mais. A escolha da empresa fica a critério do usuário.

A Rodosol, no entanto, firmou uma parceria com o Sem Parar, empresa que opera em outras rodovias, como a BR-101. Com a parceria, é possível ter um sistema sem cobrança de mensalidade no caso de uso exclusivamente para os pedágios da Rodosol (Terceira Ponte e Rodovia do Sol).

A cobrança para quem tinha o tag das empresas cadastradas já está sendo feita. A Rodosol alerta, no entanto, que os usuários façam o cancelamento com a Via Expressa e devolvam o tag na loja da Via Expressa, na praça de pedágio da Rodosol.

“Foi feita uma mudança de frequência, de leitura e uma adequação de sistema. A Via Expressa utiliza uma frequência (5,8 GHz) que foi alterada para 915 MHz. A Via Expressa deixa de existir e permitir passagem, ficando apenas as empresas que trabalham na nova frequência”, explicou o diretor-presidente da Rodosol, Geraldo Dadalto.

De acordo com a Rodosol, ao fazer a migração para outra empresa, o usuário levará um tempo para receber o tag em casa, e precisará desbloqueá-lo junto à operadora do serviço. Com isso, a orientação é para que a migração seja feita o quanto antes para que o motorista não fique sem o serviço.

Quem já era cliente das outras empresas e já tem o tag também já pode utilizar o sistema na Terceira Ponte e Rodovia do Sol.
 

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.