search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Show de amor com Nany People

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Entretenimento

Show de amor com Nany People


Vai ter paixão. E loucuras, carinho e dor de cotovelo. Vai ter cantoria, a plenos pulmões, além de dança, risos e entrega total ao amor! Tudo com ela, que é um acontecimento!

A atriz e humorista Nany People, 55, canta esse sentimento em todas as suas formas em “Nany é Pop - Um Musical”, no sábado (21), em transmissão pelo YouTube e no Facebook da WB Produções, direto do Teatro da Ufes, em Goiabeiras, sem plateia.

E por que cantar o amor? “Porque as pessoas estão muito sem amor, estão pendendo para o amor material, interessadas em ter para ser. E se tem uma coisa que essa pandemia ensinou é que não adianta ter p... nenhuma. A gente precisa é de amor”, salientou ela, em um bate-papo cheio de risos e emoções com o AT2.

Nany People vai encenar espetáculo no Teatro da Ufes, que será transmitido pela internet. (Foto: Marcos Guimarães - designorama/Divulgação)
Nany People vai encenar espetáculo no Teatro da Ufes, que será transmitido pela internet. (Foto: Marcos Guimarães - designorama/Divulgação)

No palco, Nany vai interpretar “Banho de Piscina”, de Clarice Falcão. “Relacionamos o amor aos três estágios da água: sólido, líquido e gasoso. No início, quando você está nas nuvens, apaixonada, no estado gasoso. Aí você convive, convive, come um quilo de sal com a pessoa e descobre coisas. Vem a chuva, você vê que o príncipe é sapo e fica torrencialmente abalada. E se resguarda, solidifica. Depois, com sorte, se aquece e o ciclo volta a acontecer”, explica.

E ela está amando? “Eu estou me divertindo. A gente tem até medo de falar, mas estou há quatro anos me divertindo. Sabe aquelas relações improváveis? Com uma pessoa 30 anos mais jovem. Estou muito feliz. E assim levo a vida, como eu quero. Eu sou dona do meu coração, mas não sou dona da minha libido”, diz, às gargalhadas, a diva do afronte, pronta para espalhar amor.

“Eu me dei o direito de viver suave”

AT2 “Nany é Pop: Um Musical”. Como vai ser essa live?

Nany People As pessoas não conheciam essa minha faceta de cantar. Ninguém sabia que eu comecei a minha carreira cantando no Chacrinha. A música tem o poder de imortalizar uma cena, uma situação, uma história, um cheiro. No musical, eu canto o amor de A a Z. É divertido, emocionante, é para dançar, para curtir, para se amar.

Uma relação tem que ser perfeita?

Não tem como. Sexo é química. Amor é matemática. Para amar, você tem que ver quais são os denominadores comuns. E, quando forem diferentes, isso também está ok, porque faz parte da álgebra.
É preciso parar de achar que tudo tem que ser do nosso jeito ou que o que a gente vê no Instagram é verdade. É devagar que a vida dá certo. Não dá para achar que o que vai acontecer será a melhor coisa do mundo. Você pode estar no melhor momento da sua vida agora.

O isolamento foi sofrido para muita gente…

E, se a gente não se tocar, vai ficar de novo em isolamento. Tem muita gente que ainda não aprendeu a ser uma boa companhia para si mesmo, muitos casais que não conheciam, de fato, um ao outro, muitos pais que foram conhecer a origem do Mateus que eles pariram agora.

As pessoas estão sem paciência, intolerantes demais. A gente tem que olhar para o espelho e se identificar como uma boa companhia. Porque, se você não for legal com você, não tem como o outro ser. Não há troca. E a gente não pode colocar a nossa felicidade na mão do outro.

Como foi o isolamento para você?

Fiquei desesperada em parar de trabalhar. Eu tinha reservas para dois meses. Então, peguei um empréstimo no banco. Nossa Senhora! Parecia até que eu tinha roubado o Banco Central de Fortaleza! Eu fiz um financiamento mesmo, vou pagar em 3 anos e me c... com Halls preto! Fiz um vídeo, atendo à cachorrada que latiu. Eu não levo desaforo para a cama! (Gargalhadas)

Você é muito divertida.

Eu me dei o direito de viver suave, sem ficar amarga, reclamona. Isso é a coisa mais terrível na vida. Eu nunca tive um “sim” da vida. Tudo o que eu consegui foi através do “não”. Toda vez que o “não” se fez presente, driblei, e eu acho que através dele eu cresci muito, me superei e respondi com o meu trabalho. E fiz. Fiz bonito. O “não” nunca foi a última instância para mim. Sou muito apaixonada pela vida.

É muito amada. Como é não ter os abraços do público?

Isso é o que mais me machucou até agora. Tudo o que mais gosto é pamonha, pão de queijo, abraço, carinho e p... (Risos) O abraço e o carinho do público fazem muita falta.

SERVIÇO

“Nany é Pop”
O quê: Musical com Nany People, na 11ª edição do Circuito Banestes de Teatro.
Quando: Próximo sábado (21)
Horário: 20 horas
Onde: Espetáculo transmitido ao vivo, do Teatro Universitário da Ufes, sem a presença de plateia, no YouTube e no Facebook da WB Produções.
Classificação: 12 anos
Duração: 75 minutos
Doações: Para o projeto SOS Graxa ES.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados